Unasul vai acompanhar eleições presidenciais na Venezuela

Fonte Agência Brasil/EBC 25/03/2013 às 20h

Bogotá - As eleições presidenciais na Venezuela, marcadas para o dia 14 de abril, serão acompanhadas pela União de Nações Sul-americanas (Unasul). O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) assinou hoje (25) acordo para que o bloco atue como observador internacional eleitoral no país.

A presidenta do CNE, Tibisay Lucena, disse que a missão será coordenada por Wilfredo Tempo, presidente da Corte Eleitoral do Uruguai. Segundo ela, o acordo expressa o “esforço coletivo e interesse mútuo para aprender e crescer coletivamente”. “Estamos construindo o futuro da democracia e fazendo a nova política eleitoral do sul”, disse Lucena.

O CNE receberá a missão nos próximos dias. Nas eleições presidenciais venezuelanas de outubro do ano passado, a Unasul atuou como observadora internacional do processo que reelegeu o presidente Hugo Chávez, que morreu no último dia 5 de março.

Na época, a auditoria feita pela missão observadora da Unasul assegurou que o sistema eleitoral do país é “confiável e transparente", opinião semelhante a emitida pelo Centro Carter (organização não governamental norte-americana) que, após verificação, informou que o “sistema eleitoral venezuelano é um dos mais avançados do mundo”.

As eleições na Venezuela são informatizadas e os eleitores votam em urnas eletrônicas. No ano passado, o resultado foi divulgado cerca de duas horas depois do encerramento da votação.

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 25/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Unasul vai acompanhar eleições presidenciais na Venezuela