Uma paixão nacional em destaque na Casa Brasil

Fonte Ministério do Turismo 16/08/2016 às h

O Brasil é líder mundial em produção e exportação de café e o segundo maior consumidor da bebida, atrás apenas dos Estados Unidos. Para reforçar a imagem do produto como um dos símbolos da identidade nacional, a Casa Brasil, espaço de promoção do Governo Federal no Boulevard Olímpico, tem um espaço de exposição de versões especiais do grão, cultivadas em estados como Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo.

No Espaço Arte do Café, é possível conhecer um pouco mais sobre a história, as origens e os métodos de preparo, além, é claro, de degustar exemplares únicos. Organizada pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, na sigla em inglês) em parceria com Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Sebrae Nacional, a mostra divulga representantes de localidades como a Serra da Mantiqueira, no Sul de Minas Gerais.
 


Espaço Arte Café, na Casa Brasil. Foto: Diego Campos
 

O clima e o relevo favoráveis ao processo de fabricação, aliados à elaboração artesanal, são alguns dos segredos da região, com uma tradição secular - e premiada - de produção que envolve cidades como Carmo de Minas, Conceição das Pedras e Lambari. Outros expoentes são os grãos da região conhecida como Alta Mogiana, que envolve oito cidades também mineiras, como Ibiraci e Itamogi, e 15 paulistas, a exemplo de Altinópolis, Batatais e Buritizal.

 

Os cafés da área do Planalto Baiano, que engloba Chapada Diamantina, Vitória da Conquista e Serrana de Itiruçu/Brejões, são outro atrativo. Na área, várias propriedades realizam a colheita seletiva de grãos maduros, o que favorece a alta qualidade do café do tipo arábica.

A diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, explica que os produtos apresentados são de parceiros e associados da entidade e de pequenos produtores apoiados pelo Sebrae. “Realizamos apresentações considerando a diversidade dos grãos, explicando os produtos referentes a cada uma das regiões”, detalha.

A BSCA prevê que o Brasil produzirá até 8 milhões de sacas de 60 kg de cafés especiais neste ano, o equivalente a 35,5% da demanda mundial projetada pela Organização Internacional do Café (OIC). O principal mercado dos cafés especiais brasileiros são os Estados Unidos, além de Japão, Coreia do Sul e Austrália.
 


Plantação de café no Paraná. Crédito: Associação Rota do Café do Norte do Paraná
 

TURISMO E CAFÉ NO PARANÁ - A região norte do Paraná reúne atrativos que permitem conhecer um pouco mais da história da bebida. Ex-sede de uma das maiores produções mundiais do grão no início do século XX, o percurso envolve oito cidades, como Londrina, Cambé e Rolândia.

No passeio pela Rota do Café, o visitante acompanha o processo desde a seleção dos grãos até a elaboração e o consumo da bebida, em fazendas históricas e chácaras da agricultura familiar. A região concentra ainda cafeterias e restaurantes, além de pousadas rurais e museus sobre o grão.

Em 2011, a rota alcançou o 1° lugar na premiação de casos de sucesso na implementação do Programa de Regionalização do Turismo do Ministério do Turismo, na categoria ‘Roteiro Turístico’.

SERVIÇO - O Espaço Arte do Café pode ser visitado até 18 de setembro na Casa Brasil, nos seguintes horários e datas:


- 06 a 21 de agosto: de 10h às 20h

- 22 de agosto a 06 de setembro: de 14h às 20h

- 07 a 18 de setembro: de 10h e 20h00

Ministério do Turismo
Fonte Ministério do Turismo 16/08/2016 ás h

Compartilhe

Uma paixão nacional em destaque na Casa Brasil