Últimos ajustes para a estreia do atletismo em Nanquim 2014

Fonte Ministério do Esporte 19/08/2014 às 11h
A partir desta quarta-feira (20), os olhos do mundo estarão voltados para o futuro do atletismo mundial no Estádio Olímpico de Nanquim, na China. Nos Jogos Olímpicos da Juventude 2014, a delegação brasileira é representada por 17 atletas que disputarão 13 provas.

Danilo Cardoso, de Pindamonhangaba no interior de São Paulo, é o primeiro brasileiro a pisar na pista. O atleta, que treina em São Caetano do Sul, disputará a prova do salto em altura. “Está sendo muito bom participar dessa festa do esporte mundial, mas não posso perder o meu foco que é primeiramente conseguir uma qualificação para as finais. A próxima meta será o pódio, se possível”, disse o jovem de 17 anos. Cardoso conta no currículo os títulos dos Jogos Sul-Americanos da Juventude do Peru 2013, do Brasileiro Interseleções 2013 e Brasileiros Interclubes 2013 e 2014.

Antes de chegar à China, os brasileiros fizeram a preparação e aclimatação no Estádio Olímpico de Macau. Foi uma oportunidade para finalizar a parte física, técnica e tática. “Todo esse período está sendo bem diferente, pois a organização está buscando um espírito novo, onde estamos aprendendo sobre outras culturas, outros povos, além das competições”, completou Daniel Cardoso.

Um dos destaques do País em Naquim será no salto com vara. Nos últimos anos, o Brasil passou a contar com grandes atletas na prova. Na última edição das Olimpíadas da Juventude em 2010, Thiago Braz conquistou a medalha de prata. Em 2014, o representante nacional é o Bruno Germano Spinelli.

Da cidade paulista de Presidente Prudente, o jovem de 17 anos sabe que o país passou a ser referente na prova, com Fabiana Murer, Thiago Braz, Fábio Gomes e Augusto Dutra. A inspiração para a modalidade começou dentro de casa. O seu pai, Jurandir Spinelli, foi atleta do salto com vara. Acompanhando o pai nos treinos, o paulista começou a se dedicar ao esporte aos 11 anos.

Detalhista e focado, o jovem não veio para os Jogos Olímpicos da Juventude para passear. “Vivenciar tudo aqui na Vila Olímpica está sendo maravilhoso, experiência que só uma olimpíada pode proporcionar. Entretanto, o foco sempre será a medalha. Estou conseguindo fazer ótimos treinos e pretendo subir ao pódio”, confia o atleta.

Superando barreiras
Vitor Henrique Venâncio é o representante nacional na prova dos 110m com barreiras. Na prova rápida e muito técnica, o brasileiro é o sexto na classificação geral em Nanquim. “Ter a oportunidade de sair da minha casa e competir no lugar como esse é uma experiência que nunca vou esquecer. A minha prova vai ser muito forte e acredito que vou brigar por um pódio”, revelou.

Anderson Cordeiro é o representante nacional nos 400m e não esconde a empolgação com o clima olímpico. “A Vila Olímpica é uma lugar mágico. Nós estamos recebendo a mesma atenção dos atletas adultos. Estou treinando desde o começo da temporada especificamente para conseguir a vaga e chegou a hora de representar bem o Brasil”, disse.

Pódios em 2010
Na edição dos Jogos Olímpicos da Juventude de Cingapura 2010, o atletismo brasileiro conquistou três pódios. As medalhas de ouro com Caio Cezar Fernandes, no salto em distância, e com o Caio Cezar Fernandes no revezamento medley no combinado entre países. No salto com vara, Thiago Bráz ficou com a prata.

Rede nacional de atletismo
O atletismo é uma das modalidades que integra a Rede Nacional de Treinamento, que está sendo estruturado pelo Ministério do Esporte. Serão 53 novas pistas oficiais de atletismo, sendo 31 em universidades, três clubes, três instalações militares, oito instalações estaduais, sete municipais e uma federal. A base do esporte também será contemplada, com 168 minipistas de iniciação ao esporte espalhadas por todo País. A rede nacional integra o legado dos Jogos Rio 2016.


Ministério do Esporte
Fonte Ministério do Esporte 19/08/2014 ás 11h

Compartilhe

Últimos ajustes para a estreia do atletismo em Nanquim 2014