UE quer que Chipre tome medidas para conter fuga de capitais

Fonte Ansa flash 21/03/2013 às 21h

Fontes da Comissão Europeia disseram que "a situação no Chipre é muito grave e é da máxima urgência que as autoridades esclareçam e apresentem suas propostas"

NICÓSIA, 21 MAR (ANSA) - A União Europeia (UE) quer que o Chipre tome medidas extraordinárias para conter os capitais nos bancos e evitar assim a fuga dos depósitos quando os institutos financeiros reabrirem na próxima semana.

Fontes da Comissão Européia disseram, em entrevista à ANSA, que "a situação no Chipre é muito grave e é da máxima urgência que as autoridades esclareçam e apresentem suas propostas".O "Chipre é um risco sistêmico para toda a zona do euro", destacaram.

O Banco Central Europeu (BCE) informou que vai garantir o atual nível da Assistência de Liquidez de Emergência (ELA) até a próxima segunda-feira, 25 de março. Após essa data, a ajuda vai ser concedida "somente se de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a UE vai garantir a solvibilidade dos bancos cipriotas".

O governo cipriota e os partidos políticos locais concordaram "por unanimidade" na criação de um fundo de solidariedade para ajudar a resgatar o setor financeiro, uma proposta que poderia ser debatida no Parlamento.

A fuga de capitais, no entanto, preocupa as autoridades cipriotas ,que decidiram manter fechadas as agências bancárias até a próxima terça-feira. A Bolsa Valores também prorrogou a suspensão das negociações até a sexta-feira, 22 de março. O Banco Central de Chipre estaria avaliando a criação de um "banco ponte" para conter a saída dos depósitos e da criação de um "banco ruim" onde recolher os ativos tóxicos.

O líder do partido governamental cipriota DISY, Averof Neofitu, afirmou que "o objetivo de todos é evitar a falência de Chipre". O político afirmou que "somos membros da UE e da zona do euro e é nosso interesse continuar sendo".

Hoje os funcionários da Laiki Bank (Banco Popular) se manifestaram contra os boatos que apontam o fechamento do banco após uma fusão com o Banck of Cyprus. Durante o protesto ouve confrontos com a policia.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 21/03/2013 ás 21h

Compartilhe

UE quer que Chipre tome medidas para conter fuga de capitais