Trabalhos de inclusão recebem Prêmio Telecentros Brasil na SNCT

Fonte Ascom do MCTI 24/10/2013 às 8h
Cinco instituições e uma personalidade tiveram seus trabalhos de inclusão digital reconhecidos com a sexta edição do Prêmio Telecentros Brasil, entregue na noite desta quarta-feira (23), na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). A iniciativa, da Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN), tem entre seus parceiros o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

 

A cerimônia de entrega foi realizada em Brasília, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, com a participação do secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social da pasta federal, Oswaldo Duarte Filho. O destaque de 2013 foi conferido ao Centro de Inclusão Digital Elvira Amaral de Melo, de Rolador (RS), que oferece cursos de música a alunos das escolas públicas de forma integrada à tecnologia da informação.

Também foram premiados o Instituto de Oportunidade Social (IOS), de São Paulo, pelo empenho em gestão e oferta de cursos profissionalizantes para a comunidade do bairro de Santana; o Núcleo de Cidadania Digital (NCD) da Universidade Federal do Espírito Santo, pelos serviços de impressão em braile para instituições que adquiriram impressora com esse fim; o CDI Comunidade Bairro da Paz, da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, pelo trabalho com orientação de descarte e reaproveitamento do lixo tecnológico em Salvador; e o Centro Avançado de Negócios – Telecentro do Sindicato da Micro e Pequena Indústria de Rondônia (Simpi-RO), pelo apoio a microempreendedores individuais, que formalizou 4.686 empreendedores.

Como personalidade em inclusão digital, foi contemplado o ex-secretário executivo do Ministério das Comunicações (MiniCom) Cezar Alvarez, designado em 2007 para coordenar os programas do governo federal na área. Saiba mais sobre o prêmio.

Potencial

O secretário Oswaldo Duarte Filho, do MCTI, ressaltou o potencial transformador dos telecentros, que apontou como valiosos. “Com eles, dá para promover inclusão digital a baixo custo.” Ele informou que o ministério apoia cerca de 3 mil estruturas desse tipo, e lembrou que outras pastas têm ações e programas nesse sentido. “Acho que precisamos trabalhar para organizar e potencializar essa rede”, comentou.

A diretora de Ações Regionais da secretaria, Sônia da Costa, informou que deve ser lançada em 2014 uma chamada pública com esse objetivo. Além de MCTI, MiniCom e ATN, a organização deve envolver o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “Será um grande edital focado em transformação social”, adiantou Sônia.

Acesse o site da SNCT e acompanhe a cobertura das atividades.

 

 

Ascom do MCTI
Fonte Ascom do MCTI 24/10/2013 ás 8h

Compartilhe

Trabalhos de inclusão recebem Prêmio Telecentros Brasil na SNCT