Termina expedição que mapeou atrativos no Tumucumaque

Fonte Comunicação ICMBio 21/05/2013 às 15h

Termina expedição que mapeou atrativos no Tumucumaque

tumucumaque 002 45413Brasília (20/05/2013) – Terminou nesse fim de semana (sábado, 18) a expedição no interior do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, organizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão gestor da unidade de conservação. O parque, o maior do Brasil, com quase 4 milhões de hectares, fica localizado entre os estados do Amapá e Pará.

A expedição fez o mapeamento dos atrativos turísticos na região do rio Amapari, dentro dos limites da unidade de conservação. Durante cinco dias, a analista ambiental Marcela de Marins, chefe substituta do parque, conduziu o grupo formado por representantes das secretarias de Meio Ambiente e Turismo dos municípios amapaenses de Pedra Branca e Serra do Navio, do grupo do fotoclube de Macapá e de repórteres do Jornal Amapá em Foco.

O mapeamento dos atrativos turísticos se concentrou nos locais mais próximos à entrada do parque, como a trilha da Copaíba, rio Feliz, igarapé Geladeira, lago do Ipê e Polidor. Foram feitos, também, registros de imagens de alguns atrativos mais distantes. Além do mapeamento, o grupo fez a limpeza do igarapé Geladeira para dar acesso fluvial a uma corredeira e reativar uma trilha na sua margem direita. Eles caminharam na trilha até a corredeira e de lá descer numa canoa de madeira sem motor, para contemplar o igarapé e seus sons.

O rio Amapari nasce no alto do município de Serra do Navio, banhando Pedra Branca do Amapari e desaguando no rio Araguari, no território do município de Porto Grande, no estado do Amapá.

 

Comunicação ICMBio
Fonte Comunicação ICMBio 21/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Termina expedição que mapeou atrativos no Tumucumaque