Tendas de valores da comunidade PUC

Fonte PUC - RJ 09/04/2013 às 9h

A 18ª edição da Feira de Valores da Universidade Católica, a FEVUC, será realizada entre os dias 21 e 24 de maio. Nessa edição, a Feira será voltada para alunos e professores, que poderão enviar projetos, e abordará temas importantes para a juventude com atividades culturais e oficinas que estarão espalhadas pelo Campus da PUC-Rio. Segundo Tâmer Fonseca, que faz parte da comissão organizadora, haverá um espaço voltado para Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que será no Rio de Janeiro em julho.

Qual o diferencial da 18ª edição da FEVUC?
Tâmer Fonseca: A FEVUC acontece todos os anos sempre abordando o tema da Campanha da Fraternidade, que este ano é Fraternidade e Juventude – Eis-me Aqui, envia- -me, mas nesta edição vamos fazer de uma forma mais dinâmica e pró-ativa. A FEVUC sempre foi voltada para apresentar e dar visibilidade a projetos de ações sociais. A diferença este ano é o foco nos projetos que receberemos de alunos, para que eles possam participar ativamente, lembrando sempre dos valores da fraternidade e do amor ao próximo.

Existem outras estratégias para integrar os alunos à Feira?
Tâmer: Haverá algumas mesas de conversa e debate, expressões culturais artísticas de alunos, como teatro, bandas, e eles ainda poderão se inscrever na hora em qualquer oficina que queiram participar. Além disso, este ano, teremos tendas, ao em vez das barraquinhas que montávamos até o ano passado. As tendas serão centradas em cinco temas: ecologia, ecumênico, social, cultura e novas tecnologias. Queremos que os alunos visitem essas tendas e participem das oficinas ao longo do dia. O foco principal é que sejam jovens falando para jovens. Queremos saber o que um jovem da PUC pensa sobre os valores e o que eles trazem de contribuição para a Universidade.

Como será o espaço ecumênico?

Tâmer: Vai ser um espaço mais religioso, onde vão ser realizadas oficinas com o intuito de atrair os alunos a refletirem sobre as religiões e os valores da Universidade.

Como a Jornada Mundial da Juventude será abordada?
Tâmer: Estamos entrando em contato com membros da Arquidiocese para que eles possam vir e falar da importância de um jovem, católico ou não, participar da Jornada. Além disso, vamos ter algumas exposições explicando como é a preparação para esse evento, como o Mag+s, que será realizado paralelamente à Jornada, para que o jovem possa fazer uma experiência concreta.

Os professores que irão participar da Feira são de que cursos?

Tâmer: Nós pensamos nos professores de Cultura Religiosa porque são professores que interagem com todos os cursos, de certa forma, e eles são peças fundamentais para esta Feira. Queremos convidar também alguns professores do Departamento de Serviço Social, que já se prontificaram. O professor Sérgio Bonato, que já participou de outras edições e deve ajudar nesta, mas ainda não está confirmado, além do pessoal da CACC, que está engajado na parte cultural da Universidade e pode nos ajudar no planejamento.

 

PUC - RJ
Fonte PUC - RJ 09/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Tendas de valores da comunidade PUC