Temporal deixa algumas regiões de Santa Catarina em alerta

Fonte Agência Brasil 04/04/2013 às 20h

Brasília – A chuva forte que atingiu Santa Catarina deixou algumas regiões em alerta. A faixa entre a Grande Florianópolis e o litoral norte foi a mais castigada pelo temporal, registrando volume de chuva acima de 200 milímetros nas cidades de Camboriú e Antônio Carlos.

Em Camboriú, a maioria dos bairros teve alagamentos e desmoronamentos, principalmente em Santa Regina e Monte Alegre. A prefeita Luzia Coppi Mathias decretou estado de emergência e se reuniu hoje (4) com o secretário estadual da Defesa Civil, Milton Hobus, e determinou de apoio às vítimas e de recuperação das áreas mais atingidas. Na cidade de Antonio Carlos houve deslizamentos de terra e três pontes foram interditadas, além de vários bairros alagados.

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, além de Camboriú e Antônio Carlos, seis cidades estão sendo monitoradas: Palhoça, Balneário Camboriú, Joinville, Itajaí, Balneário Barra do Sul e Brusque.

Em Brusque, as chuvas causaram estragos em vários bairros e o elevado volume de água deixou alguns pontos alagados. Em Palhoça, cerca de 80% do município estão alagados e duas pontes ficaram danificadas. O que mais preocupa a Defesa Civil da cidade é uma pedra localizada no Morro da Jaqueira no bairro Bela Vista, que apresenta risco eminente de deslizar sobre algumas casas. Quatro famílias estão desabrigadas e três casas estão em situação de risco.

Em Itajaí, ocorreram alagamentos e desabamentos e algumas famílias estão desabrigadas. A Defesa Civil alertou os moradores para que tenham atenção no aumento do nível dos rios e possíveis riscos de deslizamentos.

O Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina prevê na noite de hoje e madrugada de amanhã (5) a ocorrência de chuva forte e temporal isolado no estado. Apesar da chuva, o sol poderá aparecer em todas as regiões ainda nesta sexta-feira.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 04/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Temporal deixa algumas regiões de Santa Catarina em alerta