Técnica Web DUE facilita aplicação de software na web

Fonte Agência FAPEAM 14/05/2013 às 21h

O mestrando da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Luís Rivero apontou uma nova técnica denominada de Web DUE que facilita a usabilidade de aplicações na rede. Esse trabalho e a dissertação em Ensino de Engenharia de Software, do mestrando Luiz Fernando Fortaleza, serão conhecidos pela comunidade de especialistas no dia 27 de junho. Ambas as pesquisas serão apresentadas na 25th International Conference on Software Engineering and Knowledge Engineering (Seke), em Boston, Estados Unidos.

As pesquisas receberam apoio do Programa de Apoio à Participação em Eventos Científicos e Tecnológicos (Pape), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).

A doutora Tayana Uchôa Conte, que viajará para apresentar os trabalhos, explicou que a técnica Web DUE objetiva melhorar a usabilidade de aplicações na web e isso evita que a aplicação na rede seja considerada pelo usuário como de difícil compreensão.

A técnica pode ser usada no início do desenvolvimento das aplicações, pois é utilizada em mockups - desenho que mostra como o software seria após o seu desenvolvimento. O modelo permite ainda identificar problemas de usabilidade nos mockups. Assim, a equipe de desenvolvimento pode sugerir melhorias no design do software a um custo menor.

Ensino de Engenharia de Software

Já a pesquisa sobre Ensino de Engenharia de Software propôs a simulação de um cenário de Desenvolvimento Distribuído de Software (DDS) – que é um cenário crescente na indústria de software mundial. “Muitas vezes, temos partes de um software desenvolvidas no Brasil, testadas na Índia, integradas na Alemanha. Essa simulação teve o objetivo de promover o desenvolvimento de habilidades de comunicação e colaboração dos alunos”, detalhou Fortaleza, autor do trabalho.

O DDS é uma prática caracterizada pela distribuição geográfica das equipes de desenvolvimento visando alcançar algum objetivo competitivo.

Conferência

Segundo Tayana, a taxa de aceitação na conferência é de 29%, possui um H-index = 34 (considerando o período de 2001 a 2012) e pesquisadores de todo o mundo submetem seus artigos. “Isso mostra que as pesquisas desenvolvidas no Amazonas têm alto nível de qualidade”, acrescentou a pesquisadora.

Para ela, outro ponto positivo do encontro é que a participação de pesquisadores de várias partes do mundo leva ao estabelecimento de novas parcerias em prol da condução de pesquisas futuras.

Sobre o Pape

O Programa apoia, com passagens aéreas, pesquisadores e estudantes de graduação ou pós-graduação, para apresentarem trabalhos em eventos científicos e tecnológicos nacionais e internacionais. O Pape conta com recurso oriundos do Governo do Estado do Amazonas.

Agência FAPEAM
Fonte Agência FAPEAM 14/05/2013 ás 21h

Compartilhe

Técnica Web DUE facilita aplicação de software na web