Teatro Cultura Artística será mais integrado ao seu entorno e à cidade de São Paulo

Fonte Floter&Schauff 19/05/2013 às 10h

Novidades aplicadas ao Projeto no último ano por consultores internacionais transformam o futuro teatro

Em 29 de Setembro de 2012, o futuro do novo Teatro Cultura Artística ganhou uma nova perspectiva. Nesta data, foi concluída a reinauguração da Praça Roosevelt pela Prefeitura Municipal de São Paulo. Esse processo resultou na readequação viária do entorno da praça e na demolição de imóveis contíguos ao Teatro Cultura Artística. Essas mudanças atingiram diretamente o projeto arquitetônico do teatro, que já havia passado por uma complexa restauração do Painel de Di Cavalcanti, marca registrada da fachada do prédio. “Agora, o nosso projeto dialoga bem mais com a cidade de São Paulo”, comemora Frederico Lohmann, Superintendente da Sociedade de Cultura Artística.

Novo Projeto

Assinado por Paulo Bruna, sucessor do escritório de Rino Lévi, arquiteto responsável pelo primeiro Teatro Cultura Artística, o projeto arquitetônico do novo teatro ganhou novo fôlego e novos olhares desde que as mudanças em seu entorno foram confirmadas. Desde 2011, Paulo Bruna conta também com a colaboração de consultores de peso:a TheatreProjects Consultants (Grã-Bretanha e EUA), um dos maiores especialistas mundiais em teatros, e das empresasAkustiks (EUA) e Acústica & Sônica (Brasil), igualmente renomadosespecialistas de acústica.

A TheatreProjectsConsultants é responsável por mais de 1200 projetos de teatros ao redor do mundo e também por reformas históricas. Veja maiores informações sobre a empresa e projetos em que esteve envolvida no link do site da empresahttp://www.theatreprojects.com/projects/featured_projects

São eles os responsáveis pelo projeto do “Complexo Cultural Luz”, em São Paulo. Convidados pela Cultura Artística para participar do renascimento do novo teatro, os consultores da empresa lançaram novas possibilidades ao papel, para que o espaço aproveitasse ainda mais as mudanças ocorridas em seu entorno.

“Com uma área construída três vezes maior que a do teatro original, o futuro teatro foi projetado para oferecer à população paulistana não apenas uma casa de espetáculos moderna e plenamente equipada como também um novo espaço urbano de serviços e lazer”, diz Frederico.

Algumas mudanças

O teatro contará com acesso direto pela Praça Roosevelt, e a elevação do palco para o primeiro andar das novas instalações vai liberar o térreo para a circulação do público e para serviços. A área construída total será de 11 mil metros quadrados.
O Teatro Cultura Artística será dotado de tecnologia de ponta e abrigará duas salas. A maior delas terá capacidade para 1.200 espectadores, divididos entre platéia e balcões. Ela contará com fosso para orquestra e poderá abrigar diferentes espetáculos artísticos, tais como concertos e espetáculos de balé, ópera, teatro e musicais. A área total do novo palco somará 400m², ante os 200m² do palco do antigo teatro.

A segunda sala, localizada no topo da edificação em meio a um terraço-jardim, terá por característica a flexibilidade de uso. Um sistema de plateia reversível permitirá sua rápida adaptação a diferentes tipos de evento. Na configuração com plateia, a sala poderá acomodar até 250 espectadores; com os assentos recolhidos, ela poderá sediar espetáculos experimentais, ensaios e eventos diversos. Este terraço-jardim terá vista para a Praça Roosevelt, assim como os três andares de camarins, localizados logo abaixo, cada um deles dotado de um terraço sobre a Praça.

Custos e prazos

O custo total do novo teatro está estimado em R$100 milhões e o início das obras está previsto para este ano de 2013, com duração estimada de 40 meses.
“Acreditamos ser um prazo curto para uma obra de tamanhas proporções. Por tudo que esperamos ao longo dos últimos anos, com as fortes mudanças no centro da cidade, o tempo para termos o novo teatro vai passar rápido”, garante Frederico. “A reforma do Alice Tully Hall, a sala de recitais do Lincoln Center, em Nova York, demorou cerca de 10 anos para ser concluída”, afirma.

Sobre a Cultura Artística

Criada em 1912 por um grupo de amantes das artes para incentivar o desenvolvimento cultural de São Paulo, a Cultura Artística é hoje responsável por uma das mais ricas programações de concertos musicais da cidade. Em 1950, inaugurou o seu próprio teatro na Rua Nestor Pestana, que abrigou concertos e peças teatrais até ser destruído por um incêndio em 2008. Mesmo com a perda provisória do espaço próprio, a entidade vem mantendo sua programação sem pausas, com as apresentações da Temporada Internacional na Sala São Paulo, a agenda de peças teatrais e a Temporada de Música de Câmara no Teatro Cultura Artística Itaim. Desde o incêndio, os esforços da instituição se dividem entre manter a altíssima qualidade de sua programação musical e teatral e a captação de recursos para a reconstrução do Teatro Cultura Artística, cujo arrojado projeto contribuirá para a valorização do centro da cidade.

 

 

Floter&Schauff
Fonte Floter&Schauff 19/05/2013 ás 10h

Compartilhe

Teatro Cultura Artística será mais integrado ao seu entorno e à cidade de São Paulo