Sustentabilidade na escola é tema de evento infantojuvenil

Fonte Ascom - MEC 17/04/2013 às 9h

 

 
Ao microfone, Nilo Diniz, do Ministério do Meio Ambiente. À direita, Lima, da Unesco, Clélia Craveiro, Mauro José da Silva e José Vicente de Freitas, do MEC (Foto: Letícia Verdi/MEC)Vamos Cuidar do Brasil com Escolas Sustentáveis. Este é o tema da IV Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA), que acontecerá de 25 a 29 de novembro, em Brasília. Representantes dos ministérios da Educação e do Meio Ambiente (MMA), que a promovem, reúnem-se com entidades parceiras, a partir desta terça-feira, 16, até quinta, 18, para discutir o planejamento de metodologia do evento.

A IV CNIJMA é destinada ao público das escolas do ensino fundamental, públicas e privadas, urbanas e rurais, da rede estadual ou municipal, e também das escolas de comunidades indígenas, quilombolas e de assentamento rural.

De acordo com a diretora de Políticas de Educação em Direitos Humanos e Cidadania do MEC, Clélia Craveiro, a conferência desperta nos jovens o compromisso com o meio ambiente. “A conferência permite a discussão de temas específicos de meio ambiente, mas também, durante a sua preparação, a formação de ambientes saudáveis para o desenvolvimento da educação ambiental”, disse.

O objetivo da conferência é reforçar a cidadania ambiental nas escolas, promover espaços para educação sustentável. Segundo o diretor do Departamento de Educação Ambiental do MMA, Nilo Diniz, a conferência é uma oportunidade para se promover educação ambiental dentro das escolas, mas fazendo com que as escolas dialoguem com as comunidades e discuta o próprio projeto da uma escola sustentável. “Faz com que os estudantes pensem, com capacidade de transformação, começando pelo próprio ambiente escolar”, disse.

Stephany Pinho, estudante de jornalismo da UFMA, participa da conferência pela segunda vez (Foto: Letícia Verdi/MEC) O debate nas escolas já iniciou e segue até 31 de agosto. Após as conferências nas escolas, será realizada uma etapa municipal ou regional, que tem prazo até 6 de outubro. Em seguida acontecerá fase estadual, que é obrigatória, até 25 de outubro, culminando na etapa nacional, de 25 a 29 de novembro. A etapa nacional contará com a presença de cerca de 700 alunos do quinto ao nono ano do ensino fundamental.

A participação nas conferências tem papel importante na formação dos jovens delegados. É o caso da estudante maranhense Stephany Pinho, que foi delegada na III CNIJMA, que aconteceu em 2009, e hoje participa do encontro de planejamento. “Participar da conferência redefiniu o rumo que minha vida tomou”, explicou. “Desde a conferência tudo mudou: minha rotina, os trabalhos que eu passei a desenvolver, voltados para educação informal.” Stephany, que estuda jornalismo, integra o Coletivo Jovem pelo Meio Ambiente, em São Luís, no Maranhão. O grupo trabalha na facilitação das oficinas realizadas desde a primeira edição da conferência. “Você volta pra sua cidade, para o seu local com um senso de responsabilidade muito grande”, concluiu.
Ascom - MEC
Fonte Ascom - MEC 17/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Sustentabilidade na escola é tema de evento infantojuvenil