Superávit volta a crescer em maio e alcança US$ 1,518 bilhão

Fonte Assessoria de Comunicação Social do MDIC 27/05/2013 às 15h

Brasília (27 de maio) – Na quarta semana de maio (20 a 26), com cinco dias úteis, a balança comercial brasileira ficou superavitária em US$ 461 milhões, com desempenho médio diário de US$ 92,2 milhões, e a corrente de comércio somou US$ 9,935 bilhões, com resultado médio por dia útil de US$ 1,987 bilhão.

As exportações brasileiras, no período, foram de US$ 5,198 bilhões (média diária de US$ 1,039 bilhão). O resultado está 1,8% abaixo da média de US$ 1,059 bilhão, verificado até a terceira semana de maio. Houve queda nas exportações dos produtos básicos (-11,5%), por conta, principalmente, de soja em grão, minério de ferro, farelo de soja, carne bovina e fumo em folhas. Entre manufaturados (-3,8%), a redução foi proporcionalmente maior para automóveis de passageiros, açúcar refinado, veículos de carga, óleos combustíveis e polímeros plásticos. Por outro lado, cresceram as vendas de semimanufaturados (50,4%), com aumento nos embarques de açúcar em bruto, celulose, semimanufaturados de ferro e aço, óleo de soja em bruto, e ferro-ligas.

As importações, na semana, foram de US$ 4,737 bilhões (resultado médio diário de US$ 947,4 milhões) e apontou-se retração de 2,4% sobre a média até a terceira semana (US$ 971 milhões). Houve diminuição nas aquisições de equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, químicos orgânicos e inorgânicos, plásticos e obras, e adubos e fertilizantes.

Mês

Nos 17 dias úteis de maio, as exportações foram de US$ 17,907 bilhões, com média diária de US$ 1,053 bilhão. Pela média, houve redução de 0,2%, em relação ao resultado de maio de 2012 (US$ 1,055 bilhão). Caíram as vendas de semimanufaturados (-11,2%), por conta, principalmente, de ferro fundido, óleo de soja em bruto, ouro em forma semimanufaturada, semimanufaturados de ferro e aço, açúcar em bruto, e ferro-ligas. Nos manufaturados (-2,9%), a diminuição ocorreu, especialmente, em razão de óleos combustíveis, máquinas para terraplanagem, laminados planos, aviões, motores e geradores elétricos, e polímeros plásticos. Por outro lado, cresceram as vendas de produtos básicos (4,7%), com destaque para milho em grãos, soja em grão, fumo em folhas, carne de frango, minério de ferro e farelo de soja.

Na comparação com o resultado diário do mês de abril deste ano (US$ 937,8 milhões), houve crescimento de 12,3% nas exportações. Aumentaram as vendas de produtos manufaturados (4,8%), básicos (18,5%) e semimanufaturados (8,1%).

As aquisições no exterior, em maio, estão em US$ 16,389 bilhões (média de US$ 964,1 milhões). Houve alta de 4,7% na comparação com a média de maio do ano passado (US$ 920,6 milhões), com elevação, principalmente, nos gastos com adubos e fertilizantes (51,4%), plásticos e obras (17,9%), aparelhos eletroeletrônicos (17,7%), instrumentos de ótica e precisão (12,3%), químicos orgânicos e inorgânicos (9,8%) e veículos automóveis e partes (6,8%).

Já sobre o resultado verificado em abril deste ano (US$ 983 milhões), houve retração de 1,9%, especialmente, nas importações de farmacêuticos (-12%), combustíveis e lubrificantes (-11%), veículos automóveis e partes (-10,3%) e adubos e fertilizantes (-6,9%).

A balança registra superávit no mês de US$ 1,518 bilhão (média diária de US$ 89,3 milhões). Em maio de 2012, a balança comercial foi superavitária em US$ 2,962 bilhões, com resultado diário de US$ 134,6 milhões. A corrente de comércio, no acumulado mensal, somou US$ 34,296 bilhões, com desempenho médio de US$ 2,017 bilhões. Este valor médio apresentou alta de 2,1% na comparação com maio de 2012 (US$ 1,975 bilhão) e aumento de 5% em relação a abril deste ano (US$ 1,920 bilhão).

Ano

De janeiro até a quarta semana de maio, a corrente de comércio totalizou US$ 183,382 bilhões (média diária de US$ 1,852 bilhão), com aumento de 2,8% sobre a média do período equivalente do ano passado (US$ 1,801 bilhão). Nos 99 dias úteis de 2013, a balança comercial registra déficit de US$ 4,634 bilhões (média diária negativa de US$ 46,8 milhões). Em período correspondente do ano passado, havia superávit de US$ 6,092 milhões, com resultado médio diário de US$ 60,3 milhões.

No acumulado do ano, as exportações alcançaram US$ 89,374 bilhões (média diária de US$ 902,8 milhões), resultado 3% abaixo do verificado no período equivalente de 2012, que teve média diária de US$ 931,1 milhões. O resultado diário do acumulado anual das importações está 9% maior em relação ao ano passado (média diária de US$ 870,8 milhões). No ano, as compras brasileiras no mercado externo chegam a US$ 94,008 bilhões (média diária de US$ 949,6 milhões).

Assessoria de Comunicação Social do MDIC
Fonte Assessoria de Comunicação Social do MDIC 27/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Superávit volta a crescer em maio e alcança US$ 1,518 bilhão