ST/Forças no Esporte em Belém inaugura salas de reforço e inclusão digital

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 27/03/2013 às 11h

 

O clima é de festa para cem estudantes do Programa Segundo Tempo (ST)/Forças no Esporte contemplados na Estação Radiogoniométrica da Marinha (ERMBe), em Belém, no Pará. A unidade militar liderada pelo comandante Gustavo Pazinato da Cunha ganhou novas instalações que irão qualificar ainda mais o atendimento dos alunos do programa de inclusão social do Ministério do Esporte em parceria com o Ministério da Defesa.

Entre as novos aquisições estão a sala “Amazônia Azul”, espaço climatizado, com recursos audiovisuais, destinado às atividades de reforço escolar e palestras. Outra conquista é o telecentro “Orgulho do Pará” equipado com mobília e computadores doados pelo Ministério das Comunicações. No local, serão desenvolvidas as atividades de inclusão digital junto a crianças e adolescentes do programa. Os jovens também ganharam uma área destinada às atividades multidisciplinares como incentivo à leitura e aos jogos educativos.

A cerimônia de inauguração realizada na última sexta-feira (22.03), foi presidida pelo vice-almirante Ademir Sobrinho, comandante do 4º Distrito Naval e contou com a presença de representantes da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), órgão gestor do Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte, dos governos Estadual e Municipal, Câmara Municipal de Belém e entidades que apoiam as atividades do programa.

De acordo com o capitão-de-corveta, Gustavo Pazinato da Cunha, os equipamentos recém-adquiridos serão incorporados aos demais espaços já empregados nas atividades do Programa Segundo Tempo. “O campo de futebol, a quadra poliesportiva, a horta e os vestiários são algumas das estruturas disponibilizadas atualmente no atendimento”, citou o militar.

Desde 2008, o núcleo Estação Radiogoniométrica da Marinha atende cem crianças e adolescentes com idades entre 07 e 17 anos, provenientes de escolas públicas da Região Metropolitana de Belém. Além da prática esportiva são oferecidas oficinas de dança, música, letramento e educação ambiental.

Em 2012, foram incorporadas atividades extracurriculares com a inclusão de passeios e visitas a pontos turísticos e culturais. A Biblioteca Pública Artur Vianna da Fundação Cultural do Pará, o Navio-Veleiro “Cisne Branco”, o Centro de Controle de Zoonoses, o Parque Estadual do Utinga, o Projeto “Curupira” do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Centro Cultural SESC Boulevard, incluíram a programação.

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 27/03/2013 ás 11h

Compartilhe

ST/Forças no Esporte em Belém inaugura salas de reforço e inclusão digital