Sobe para dez número de mortos na Itália em decorrência de novo terremoto

Fonte Agência Brasil 29/05/2012 às 12h
As autoridades da Itália atualizaram para dez o número de mortos na região de Modena devido aos impactos causados pelo terremoto de 5,8 graus na escala Richter. Bombeiros, policiais e voluntários trabalham na busca de vítimas. A maioria das pessoas está sob os escombros de prédios antigos cujas estruturas físicas não resistiram aos abalos causados pelos tremores de terra.

Do Norte ao Centro da Itália, foram sentidos abalos por volta das 9h (4h de Brasília). Os tremores de terra de hoje foram observados até a fronteira com a Áustria, passando por Milão e pela região da Toscana.

Vários locais foram evacuados por questões de segurança. Em Veneza, uma estátua caiu, provocando pânico entre os moradores. Na fronteira com a França, foram adotadas medidas de precaução depois que moradores saíram nas ruas em pânico. Há muitos feridos e soterrados, mas os números ainda são incertos.

Na cidade de San Felice del Panaro, o desabamento de uma fábrica provocou três mortes. Duas pessoas morreram em Mirandola e uma em Concordia. Houve mortes também em Finale, Cavezzo e Carpi – nessa última cidade um padre morreu em decorrência do desabamento parcial da igreja, na qual estava.

Nos últimos nove dias, foram registradas 417 réplicas de tremores de terra no Norte da Itália. Há mais de 7 mil desabrigados instalados em 89 acampamentos improvisados. Pelos primeiros levantamentos de hoje, houve graves danos materiais em igrejas e prédios públicos e privados.

Também foram registrados mais abalos nas estruturas das construções, que sofreram desgastes devido aos tremores do último dia 20. No terremoto da semana passada, também no Norte da Itália, sete pessoas morreram.


*Com informações da emissora pública de rádio da França, RFI //

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 29/05/2012 ás 12h

Compartilhe

Sobe para dez número de mortos na Itália em decorrência de novo terremoto