Síndrome dos Ovários Policísticos representa dificuldade para a gestação

Fonte Imprensa MMatsuo 11/08/2014 às 12h
Disfunção caracterizada pelo aumento dos hormônios masculinos pode dificultar a ovulação e, por consequência, a gravidez.


Ciclo menstrual irregular, acne, oleosidade da pele e do cabelo e crescimento de pelos em excesso. Você sabia que esses sintomas podem ser um indicativo da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)? A disfunção, caracterizada por uma alteração endocrinológica associada ao aumento dos hormônios masculinos e dificuldade em ovular, pode representar um obstáculo para a gestação. “Cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva são acometidas pela síndrome”, revela Naura Tonin Angonese, médica ginecologista da Clínica Plena.

A causa da síndrome ainda não é totalmente conhecida, porém se observa uma pré-disposição genética e alguns genes associados às alterações. “Irmãs ou filhas de uma mulher portadora da SOP têm 50% de chance de desenvolvê-la no futuro”, expõe a especialista.

A origem da doença também pode estar associada à produção de insulina em excesso pelo organismo – a hiperinsulinemia – que pode ser a causa do desequilíbrio hormonal, com aumento, principalmente, dos hormônios androgênicos. “Antecedentes de baixo peso ao nascer, puberdade precoce, ganho de peso acentuado e sedentarismo na adolescência também estão associados à síndrome”, explica Naura.

Diagnóstico e tratamento
Inicialmente, o diagnóstico da Síndrome dos Ovários Policísticos é clínico, feito por meio do histórico da paciente. Para comprovar o diagnóstico, uma ecografia e exames laboratoriais de dosagens hormonais também são solicitados.

Após o diagnóstico da SOP, o tratamento é realizado conforme a idade da paciente, intensidade das manifestações clínicas e desejo ou não de gestar. Geralmente, o uso de contraceptivos hormonais é eficiente nas mulheres que não desejam engravidar logo, visto que o medicamento fornece estrogênio e progesterona para o organismo de forma controlada. “Com o contraceptivo se obtém o controle dos ciclos menstruais, diminuição da acne, oleosidade e controle da produção dos pelos”, pontua a ginecologista.

Para as mulheres que desejam gestar, na maioria dos casos é necessário estimular a ovulação com medicamentos específicos. Além disso, para aquelas que apresentam sobrepeso ou obesidade, é fundamental promover a perda de peso por meio de dieta balanceada e atividade física. “Com a redução de mais de 10% do peso corporal, é possível obter uma melhora significativa na fertilidade iniciar o tratamento para a gestação”, finaliza.

Sobre a Clínica Plena

Há 12 anos em Toledo, a Clínica Plena atende nas áreas de Urologia, Ginecologia e Obstetrícia, Nutrição e Psicologia. Com médicos especializados, realiza procedimentos em: reprodução humana, gestação de alto risco, videolaparoscopia, histeroscopia, colposcopia, ultrassom ginecológica e obstétrica e em três dimensões (3D), ultrassonografia dos rins e vias urinárias, peniscopia, uretrocistoscopia, vasectomia, entre outros. Outras informações podem ser obtidas no site http://www.clinicaplena.com.br.
Imprensa  MMatsuo
Fonte Imprensa MMatsuo 11/08/2014 ás 12h

Compartilhe

Síndrome dos Ovários Policísticos representa dificuldade para a gestação