Seminário debate impacto de agrocombustíveis no Pará

Fonte Agência Museu Goeldi 28/02/2013 às 10h
Com o objetivo de reunir especialistas para fomentar um debate a respeito das possibilidades e impactos causados pelo cultivo voltado à produção de agrocombustíveis no Pará, o Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (Naea/Ufpa) promove seminário nesta quinta-feira (28) em Belém.

 

O seminário Agrocombustíveis, Mercado de Terras e Povos Tradicionais no Pará tem a participação da pesquisadora Ima Vieira, do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCTI), coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia. Também participam Girolamo Trecanni, do Instituto de Ciências Jurídicas da Ufpa; José Francisco Maciel, da Associação de Remanescentes de Quilombos de Nova Esperança de Concórdia (Arquinec); Verena Glass, do Centro de Monitoramento de Agrocombustíveis da Repórter Brasil; e Guilherme Carvalho, da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase) Amazônia.

No âmbito do INCT Biodiversidade e Uso da Terra na Amazônia, a ecóloga Ima Vieira desenvolve o projeto Dinâmica de Uso da Terra no Leste do Pará, que investiga os impactos do uso do dendê como agrocombustível na região amazônica. A iniciativa estuda as modificações socioambientais, produz análises de dinâmicas da paisagem e das consequências ecológicas, realiza diagnósticos de áreas florestais e avalia os indicadores de sustentabilidade da bacia do Acará-Mirim, da capacidade de gestão ambiental e dos impactos do dendezeiro na biodiversidade, com ênfase em aves e árvores.

O evento tem início às 15h, no auditório do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos.

Dossiê sobre florestas

Ima Vieira e o pesquisador Toby Gardner organizaram o dossiê Florestas Secundárias Tropicais: Ecologia e Importância em Paisagens Antrópicas, conteúdo especial do novo número do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi – Ciências Naturais. A edição está disponível online. Gardner, da Universidade de Cambridge (Inglaterra) e do museu, também integra a rede do INCT.

Os organizadores apontam a necessidade de intensificar os estudos sobre a dinâmica dessas florestas e sobre as condições em que elas se encontram, dado seu papel na manutenção da biodiversidade em nível de paisagem e seu potencial como suporte para o desenvolvimento sustentável.

Agência Museu Goeldi
Fonte Agência Museu Goeldi 28/02/2013 ás 10h

Compartilhe

Seminário debate impacto de agrocombustíveis no Pará