SELEÇÃO MASCULINA: Vissotto e Lipe compõem grupo após boas experiências internacionais

Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 20/05/2013 às 16h

 

Foto da notícia

O oposto Leandro Vissotto treina com o grupo no Aryzão

 

RIO DE JANEIRO, 20.05.2013 – Com o grupo da seleção brasileira masculina de vôlei completo, a equipe passa a contar com dois “estrangeiros”. O oposto Leandro Vissotto e o ponteiro Lipe chegam com boas passagens pelo voleibol internacional na última temporada e treinam com a equipe motivados e dispostos a ajudar neste novo ciclo olímpico.

Aos 30 anos, Leandro Vissotto é um dos mais experientes do atual grupo comandado pelo técnico Bernardinho. O oposto, que já foi campeão com a seleção brasileira na Liga Mundial de 2009 e 2010, se prepara para mais uma edição do campeonato que terá início no dia 7 de junho para a equipe verde e amarela. Após defender o Ural Ufa, da Rússia, e ser vice-campeão nacional na última temporada, Vissotto está pronto pra ajudar o Brasil.

“Cheguei cheio de energia, com muita vontade de fazer o melhor e ajudar da forma que eu puder nesse novo ciclo olímpico. Tem uma garotada muito boa chegando e é sempre bacana ver essa renovação de perto. O nosso voleibol sempre mostra novos atletas e isso é importante para manter o Brasil sempre lá em cima. Tenho certeza que temos ótimos atletas que vão corresponder neste novo momento”, disse Vissotto.

O oposto procurou conversar bastante com os demais jogadores para se atualizar sobre tudo que aconteceu no vôlei brasileiro enquanto esteve fora.

“Sempre trocamos experiências. Eles perguntam como foi na Rússia, como era o frio, a cultura e eu aproveito para saber das notícias do Brasil. É bom ver os companheiros jogando bem, como o caso dos jogadores do RJX, campeões da Superliga. Esse reencontro é bacana porque cada um conta um pouquinho do seu ano”, comentou Vissotto.

Na chegada ao Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), o oposto apresentou um novo visual, com o cabelo maior e barba. Mesmo após ouvir brincadeiras dos companheiros, Vissotto aprova a mudança.

“Me chamaram de árabe e de russo. Mas lá o frio é muito grande e tive que deixar o cabelo e a barba crescerem para ajudar um pouco. Acabou que vim para o Brasil com o visual e estou gostando. Vou manter”, se divertiu o oposto da seleção brasileira.

Com 28 anos, Lipe chega a seleção depois de uma grande temporada no Zaksa. Considerado a melhor contratação do voleibol polonês, o ponteiro demonstra orgulho diante do fato de estar no grupo que sempre considerou o melhor do mundo.

“A seleção sempre esteve muito bem servida e, agora, poder fazer parte deste grupo é um orgulho muito grande. O Brasil é o melhor do mundo há anos e, agora, temos uma garotada muito boa chegando. Apesar de eu ser um desses novos nomes, tenho um pouco mais de experiência. Trabalhei muito tempo lá fora e tento ajudar da melhor forma”, afirmou Lipe.

Mesmo no momento em que a equipe brasileira atravessa uma fase de renovação, após as despedidas de Giba, Ricardinho, Rodrigão e Serginho, e sem Murilo e Sidão, recém-operados, o ponteiro afirma que o Brasil estará bem representado por um time de qualidade.

“Todos querem ajudar, crescer juntos e é por isso que a seleção brasileira conquista grandes resultados há tantos anos. O Brasil é um celeiro de atletas muito grande. Nunca vi tanto jogador com qualidade tão alta em nenhum outro lugar. Tenho certeza que nos próximos 10, 15 anos, o Brasil vai continuar muito bem representado nas competições”, garantiu Lipe.

O Brasil estreia na Liga Mundial no dia 7 de junho, contra a Polônia, na casa do adversário. Depois, no dia 9, volta a enfrentar os poloneses. A segunda etapa da competição será na Argentina, onde a equipe verde e amarela enfrentará os donos da casa nos dias 14 e 16 de junho.

Na sequência, a seleção brasileira fará três etapas em casa. Em São Paulo, nos dias 28 e 20 de junho; em Brasília, nos dias 5 e 6 de julho; e, no Rio de Janeiro, 13 e 14 de julho.

Assessoria de Comunicação - CBV
Fonte Assessoria de Comunicação - CBV 20/05/2013 ás 16h

Compartilhe

SELEÇÃO MASCULINA: Vissotto e Lipe compõem grupo após boas experiências internacionais