Seleção Brasileira Masculina de Rugby encerra participação no Sul-Americano 2013

Fonte ZDL Comunicação 04/05/2013 às 22h

 

Tupis são superados pelos argentinos, que celebraram o 34º título continental. Seleção Brasileira Juvenil vence argentinos do La Plata na casa do adversário

São Paulo (SP) - O Brasil concluiu neste sábado (4) sua participação no Campeonato Sul-Americano de Rugby de primeira divisão, o chamado Consur A, de 2013. O torneio reuniu as quatro principais forças da América do Sul (Brasil, Argentina, Chile e Uruguai) e nesta temporada serviu como eliminatória sul-americana para a Copa do Mundo de 2015.

Jogando em Montevidéu (Uruguai), os Tupis mostraram toda sua garra e força de vontade, mas não resistiram à qualidade da equipe argentina, oitava colocada no ranking da IRB (Federação Mundial de Rugby) e já classificada para o Mundial da Inglaterra, e foram superados por 83 a 0. Com esse resultado, os brasileiros terminaram em quarto lugar no torneio, enquanto os argentinos, que já haviam vencido Uruguai e Chile, chegaram ao 34º título continental. Uruguai bateu Chile por 23 a 9 e agora espera o perdedor de Canadá e Estados Unidos, dando sequência ao classificatório do Mundial de 2015.

Mesmo com a derrota, a equipe brasileira deixou o campo aplaudida pelos adversários e consciente de que o aprendizado no torneio foi muito importante para alcançar objetivos futuros, que incluem a classificação do País para a Copa do Mundo de 2019, no Japão.

No Consur A 2013, os brasileiros fizeram uma partida equilibrada diante do Chile, porém, acabaram perdendo por 38 a 22. Depois, os Tupis jogaram contra o Uruguai em Montevidéu e os Teros venceram por 58 a 7.
O jogo - O Brasil começou bem o primeiro tempo e logo aos 3 minutos, Careca roubou a bola no campo de defesa, passou para Gregg, que quase chegou ao in goal argentino. Os Pumas fizeram uma boa cobertura e afastaram o perigo. Depois disso, German Schultz avançou rapidamente pela direita e abriu o placar para os argentinos com um try, convertido por Sebastian Poet, que pouco tempo depois marcou seu try, com conversão dele mesmo, ampliando o placar para 14 a 0. Patrício Fernandez aproveitou um espaço pela esquerda, marcou mais um try, convertido por Poet. Os argentinos mantiveram a posse de bola, mas os brasileiros não se intimidaram e, quando encontravam espaço, partiam para o campo de ataque. Entretanto, a experiência argentina fez a diferença e os jogadores souberam aproveitar bem as oportunidades para ampliar o marcador. Santiago Álvarez (duas vezes), Poet, Santiago Rocchia, Santiago Mendes e Tomás Lavanini marcaram e a Argentina saiu para o intervalo com o placar apontando 50 a 0.

Na segunda etapa, os Tupis mostraram sua força e resistência, pressionando os Pumas durante os primeiros 10 minutos de jogo. Os brasileiros trabalharam bem na base e ficaram a poucos centímetros do in goal. Porém, os argentinos aproveitaram a exposição da defesa brasileira para contra-atacar rapidamente e marcar mais um try, com Macario Villanuenga, convertido por Poet. O Brasil se manteve concentrado e continuou tentando avançar, mas Pablo Matera arrancou pela direita e marcou seu try, deixando a Argentina com 62 a 0. Depois disso, os Pumas voltaram a ter o controle da partida e Joaquim Paz, Santiago Álvarez e Martin Chiappesoni marcaram três tries para a Argentina, fechando o jogo em 83 a 0.
Integram a seleção brasileira no Sul-Americano: Allan Joseff (Careca) - SPAC, Carlos Henrique de Oliveira (Carlão) - São José, Daniel Danielewics (Nativo) - Desterro, Daniel Gregg (Gregg) - Niterói, Danilo Taino (Camisa) - Ilhabela Diego Lopes (Diegão) - Pasteur, Gustavo Baldino (Ogun) - Pasteur, Jardel Mendonça (Cocão) - SPAC, Jardel Vettorato (Jardel) - Novo Hamburgo, João Luiz da Ros (Ige) - Desterro, João Pires Neto (Torosso) - SPAC, Jonatas Paulo (Chabal) - Bandeirantes, Leandro Castiglione (Leco) - SPAC, Leonardo Frota (Léo) - São José, Lucas Abud (Abud) - SPAC, Lucas Croffi (Croffi) - Pasteur, Lucas Duque (Tanque) - São José, Lucas Piero (Bruxinho) - Desterro, Lucas Tranquez (Zé) - SPAC, Marcos Cervi (Grampola) - Desterro, Matheus Daniel (Matias) - Jacareí, Matheus Silva (Tcheus) - Ilhabela, Moisés Duque (Moisés) - São José, Nelson Oliveira Santos (Nelsinho) - São José, Paulo Santos (Gordo) - Ilhabela, Pedro Henrique Lopes (Pedrinho) - São José, Saulo Oliveira (Saulo) - São José

Nova geração termina tour pela Argentina com vitória - A Seleção Brasileira Juvenil encerrou sua passagem pela Argentina nesta sexta-feira (3), com uma vitória diante da equipe da casa, o La Plata, por 25 a 5. Os jovens tupis já haviam derrotado os argentinos do Los Tilos por 35 a 19, na última terça (30). O neozelandês Brent Frew, técnico da equipe brasileira, aproveitou para colocar em campo alguns jogadores que estavam na reserva ou ainda não haviam atuado, dando, assim, oportunidade para que todos vivenciassem uma partida de alto nível técnico. Mesmo com a chuva forte durante toda a partida, os brasileiros tiveram um bom desempenho, marcando cinco tries na equipe do La Plata.

"O primeiro tempo foi bastante equilibrado, saímos para o intervalo com vantagem de 10 a 5 no placar. Assim como no primeiro jogo, fomos melhores na segunda etapa. Tivemos muitas dificuldades com a chuva, que deixou o jogo e o campo muito pesados, mas conseguimos manter o nosso padrão e marcar. Foi uma experiência muito importante. Apesar de conseguirmos duas vitórias, vimos o quanto precisamos evoluir. Os argentinos estão em um nível superior, jogam muito rápido, sem ir ao chão, e temos que procurar fazer o mesmo", comentou o capitão Jhonatan Dias.
Integram a seleção brasileira juvenil no Tour pela Argentina: Alexandre Ball (Jaguar), Duan Zatti (Chapecó Rugby), Fabio Nery (SPAC), Gabriel Assunção Costa (São José Rugby), Gabriel Ruiz Fonseca Costa (Jacareí Rugby) Guilherme Andrade Lira, Jhonatan Figueiredo Dias (Jacareí Rugby), João Paulo dos Santos Neto (Bandeirantes RC), Johnatan Alvarenga de Paula (São José Rugby), Luan Almeida Ferreira (Jacareí Rugby), Lucas Domingues (São José Rugby), Lucas Loureiro (Maringá Rugby), Mauricio Frison (Farrapos Rugby Club), Mauricio Leme Silva (Jacareí Rugby), Pablo Luiz Hernandes (Red Horse), Patrício Veloso (RPT), Pedro Souza di Pilla (Pasteur AC), Robert Tenório (RPT/Pasteur AC), Rodrigo José Andrioli (Chapecó Rugby), Victor Baltieri Guastali (Red Horse), Vitor Kappel (San Diego), Vitor Palacão (Pasteur AC), Wilton José Murilo Rebolo (Mastodontes) e Yago Fantauzzi (SPAC).

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) tem o patrocínio master do Bradesco e, como patrocinadores principais, Topper, Heineken e JAC Motors. Conta ainda com Grupo CCR, Alupar, CEMIG, Cultura Inglesa, Brookfield Incorporações e BR Properties como patrocinadores oficiais. Também são fornecedores e apoiadores do rugby brasileiro Travel Ace, Fortify, Probiótica, Deloitte, Cremer e JExperts.

O rugby é o segundo esporte mais praticado no mundo, têm 5 milhões de jogadores e está presente em 120 países. No Brasil, são mais de 100 mil seguidores, mais de 200 agremiações esportivas e 10 mil atletas registrados, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a International Rugby Board (Federação Internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.


Mais informações no site www.brasilrugby.com.br

Siga o Rugby no twitter

Brasil Rugby no Facebook

ZDL Comunicação
Fonte ZDL Comunicação 04/05/2013 ás 22h

Compartilhe

Seleção Brasileira Masculina de Rugby encerra participação no Sul-Americano 2013