Secretário diz que país cumprirá metas de superavit mesmo com previsão de mais gastos

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
As metas de superavit primário (a economia que o país faz para honrar compromissos financeiros) de 2009 e de 2010 serão cumpridas, embora o Orçamento do ano que vem tenha previsão de gastos maiores com pessoal, segundo afirmou hoje (2) o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin.

Ele compareceu hoje à Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados para dar explicações aos parlamentares da evolução das contas do governo. A meta de 2009 é de 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) e a de 2010, de 3,3%.

“O governo vai cumprir a meta de 2009 e vai cumprir a meta de 2010. Estou muito tranquilo quanto a isso”.

O secretário lembrou que a revisão de carreiras do funcionalismo foi oportuna, pois se tratava de funções importantes para o setor público, mas reconheceu que provocou impacto nas contas do governo.

“Esse impacto será basicamente sentido em 2009, mas tem efeito também em 2010. Não são novos reajustes”.

Ontem, durante a divulgação do projeto da Lei Orçamentária Anual de 2010, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão já tinha antecipado que não estavam previstos novos reajustes de salário para ano que vem.

Paulo Bernardo disse que serão feitas apenas algumas correções – “apenas alguns movimentos de recomposição”. Ele estimou aumento de receitas no próximo ano, com a retomada da atividade econômica.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Secretário diz que país cumprirá metas de superavit mesmo com previsão de mais gastos