Scheidt vai para a fase final da Copa do Mundo em Hyères na flotilha ouro

Fonte Local da Comunicação 23/04/2013 às 17h

 

Velejador segue na disputa em sexto lugar, entre os principais nomes da competição na classe Laser

São Paulo - Em dia de disputas mais técnicas na etapa francesa da Copa do Mundo de Vela, em Hyères, Robert Scheidt assegurou sua classificação entre os melhores velejadores da Laser, na flotilha ouro, para a disputa da etapa final, a partir desta quarta-feira (24). Maior medalhista olímpico brasileiro, Scheidt vai para a próxima fase na sexta posição, mesmo após ser desclassificado na primeira regata desta terça e fazer um 12º lugar na outra prova. A liderança segue nas mãos do croata Tonci Stipanovic.

"Ontem (segunda), pela falta de vento no início do dia, as regatas tiveram resultados muito oscilantes, o que acabou deixando os velejadores muito parelhos na classificação. Hoje (terça), com ventos médios de 10 nós e mar agitado, as disputas foram bem mais técnicas", analisou Robert Scheidt.

O velejador venceu a primeira regata desta terça-feira (23), resultado que o deixaria entre os três primeiros colocados, mas foi desclassificado pela Comissão de Regata, por largar escapado. Scheidt entrou com um recurso, levando à Comissão um vídeo da prova, mas a decisão foi mantida.

"Amanhã (quarta) começa a fase final da competição, e o nível será bem mais alto. Vou enfrentar atletas como o croata (Tonci Stipanovic, líder da etapa), que está velejando muito. Não posso cometer mais erros, para chegar à medal race", destacou Scheidt, que seguirá na disputa na flotilha ouro, entre os 55 primeiros colocados. De acordo com o novo modelo adotado para a etapa de Hyères da Copa do Mundo, os velejadores entrarão na próxima fase somando apenas os pontos referentes à sua classificação - Scheidt, em 6º lugar, fica com 6 pontos perdidos. Os dez melhores se classificam para as duas medal races, ambas com valor dobrado, no sábado. As regatas têm início às 11 horas (6 horas da manhã no horário brasileiro).
Desde que voltou à Laser, em setembro de 2012, Scheidt, patrocinado pelo Banco do Brasil, Prada, Gocil e Rolex, não perdeu nenhuma competição. Conquistou o Campeonato Italiano de Classes Olímpicas, o Brasileiro da categoria, seu 12º título nacional, a Semana Brasileira de Vela, em fevereiro, e a Laser Europa Cup, em março. Os resultados somam-se a oito títulos mundiais e três medalhas olímpicas (ouro em Atlanta/96 e Atenas/04, prata em Sydney/00), até 2004, quando o velejador passou a competir pela Star com Bruno Prada. A parceria lhe deu outras duas medalhas em Olimpíadas (prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012) o inédito tricampeonato mundial da classe.

Resultados após cinco regatas e um descarte

1. Tonci Stipanovic (CRO) - 2 pontos perdidos ([8]+0+0+0+2)
2. Bruno Fontes (BRA) - 18 pp (7+3+3+5+[8])
3. Sam Meech (NZL) - 21 pp (2+12+[29]+4+3)
4. Jesus Rogel Sanchez (ESP) - 23 pp ([30]+5+6+5+7)
5. Mattis Naud (FRA) - 28 pp (18+7+[58]+3+0)
6. Robert Scheidt (BRA) - 28 pp (6+0+10+[58]+12)
7. Thomas Saunders (NZL) - 29 pp (4+6+13+[14]+6)
8. Ryan Palk (AUS) - 29 pp (4+[17]+14+3+8)
9. Nicholas Heiner (NED) - 30 pp (9+10+11+[14]+0)
10. Kacper Zieminski (POL) - 31 pp ([26]+9+14+6+2)

27. Matheus Dellagnelo (BRA) - 61 pp ([58]+8+27+2+24)
51. Alex Veeren (BRA) - 86 pp (15+[46]+32+18+22)

Mais informações no site www.robertscheidt.com.br

Local da Comunicação
Fonte Local da Comunicação 23/04/2013 ás 17h

Compartilhe

Scheidt vai para a fase final da Copa do Mundo em Hyères na flotilha ouro