Saúde vai liberar R$ 53 mi para atenção psicossocial no ABC

Fonte Agência Saúde 15/05/2013 às 10h

Durante evento de inauguração de UPA 24h em São Bernardo do Campo, ministro anuncia construção de centros de atendimento para dependentes químicos no ABC paulista

O Ministério da Saúde vai investir R$ 53 milhões para a construção de uma rede de tratamento e acolhimento psicossocial no ABC paulista para o atendimento de pessoas com dependência química. Serão construídos 20 Centros de Atendimento Psicossociais (Caps) e oito unidades terapêuticas. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em cerimônia de inauguração de uma UPA 24 horas em São Bernardo do Campo (SP) no domingo (12). “Ninguém vai resolver sozinho o problema do crack. Os jovens que se perderam nas drogas precisam ter centros de saúde, igrejas, clubes de esportes para acolhê-los e dizer a eles que é possível uma outra vida”, disse o ministro.

No estado de São Paulo, há 303 CAPs atualmente, sendo 68 porte I, 84 porte II, 30 porte III, 47 infantis, 77 destinado aos usuários de álcool e drogas -- quatro destes 24 horas. O porte está relacionado ao tamanho da unidade, de acordo com a demanda local. O Brasil conta com 1.981 CAPs com capacidade de realizar 40,15 milhões de atendimentos por ano. Só os Caps Álcool e Drogas (CAPSad) têm capacidade de realizar 7,8 milhões de atendimentos -- número 25% superior a 2011, quando a capacidade era de 6,2 milhões.

Os CAPSad oferecem tratamento continuado a pessoas com problemas relacionados ao uso abusivo e/ou dependência de álcool, crack e outras drogas.

SAÚDE TODA HORA - O Ministério da Saúde liberou R$ 2 milhões para construção e compra de equipamentos necessários para o funcionamento da UPA inaugurada no bairro Silvina do domingo. A unidade atenderá também moradores dos bairros Ferrazópolis, Montanhão e Parque Selecto, beneficiando até 300 pacientes diariamente. Contará com até 12 leitos, prestando atendimento emergencial de baixa e média complexidade 24 horas por dia. O município também receberá incentivos anuais de R$ 2,1 milhões para custeio e manutenção dos serviços. Com a nova unidade, o município passa a contar com nove UPAs para melhor atendimento à população.

Com esta nova unidade, já são 276 UPAs funcionando em todo o país. O estado de São Paulo conta com 52 UPAs 24 horas em funcionamento. Além disso, o Governo Federal está investindo na construção de outras 155 UPAs e de seis ampliações no estado. Serão investidos R$ 286,7 milhões até 2014. Atualmente existem 274 UPAs em todo o país, funcionando 24h por dia, contando iniciativas federais, estaduais e municipais. Outras 602 estão em obras – construção ou ampliação.

As UPAs 24h estão inseridas na rede Saúde Toda Hora, que está reorganizando a atenção às urgências e emergências no Sistema Único de Saúde (SUS). A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do Serviço Móvel de Urgência (SAMU), que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação. Nas unidades, os pacientes são avaliados de acordo com uma classificação de risco, podendo ser liberados, permanecer em observação por até 24 horas ou, se necessário, removidos para um hospital de referência.


 

Agência Saúde
Fonte Agência Saúde 15/05/2013 ás 10h

Compartilhe

Saúde vai liberar R$ 53 mi para atenção psicossocial no ABC