Saúde inaugura hospital estadual do Espírito Santo

Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 25/02/2013 às 15h

Esta é a maior unidade hospitalar pública do Estado, com 424 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS). Serão repassados R$ 54 milhões/ ano para o custeio de procedimentos

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participou, no sábado (23), da inauguração do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município de Serra, a 42 quilômetros de Vitória, capital do Espírito Santo (ES). A solenidade contou com a presença do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande e do prefeito de Serra, Audifax Barcelos. O hospital é considerado a maior unidade hospitalar pública do Estado e contará com 424 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) distribuídos no ambulatório, Hospital Dia, pronto-socorro, maternidade de alto risco e no Centro de Tratamento de Queimados. Do total de leitos, 80 vão atender os pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). A estimativa é que cerca de 2,3 milhões de pessoas - em todo o Estado - serão beneficiadas com este hospital.

O Ministério da Saúde repassará cerca de R$ 58 milhões por ano para pagamento de procedimentos ambulatoriais e internações. Nos 32,8 mil metros quadrados de área construída - distribuídos em sete módulos - há oito salas no centro cirúrgico (sendo quatro do centro obstetrício) e um pronto-socorro com capacidade para realizar 10 mil atendimentos por mês. O hospital também contará com um heliporto para receber os pacientes mais graves.

Durante a inauguração, o ministro disse estar muito feliz de ver um hospital com toda essa estrutura e com o que há de mais moderno. “Mas, o mais importante em um serviço de saúde são os seus profissionais. Cada médico, enfermeiro, psicólogo, profissional de saúde que entrar aqui deve ter consciência da responsabilidade que tem para honrar a instituição e o serviços que serão ofertados à população”, completa.

 

Como a unidade de Serra será referência no atendimento de urgência e emergência, no tratamento de queimados e em maternidade de alto risco, vai integrar dois importantes programas do Ministério da Saúde. Um deles é a Rede Cegonha, que visa assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo bem como atenção humanizada durante a gravidez, o parto e após o nascimento do bebê.

E o outro é a Rede de Atenção às Urgências, que prevê a ampliação e a qualificação do acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência nos serviços de saúde, de forma ágil. “Esse hospital contribuirá de forma significativa para levar à população capixaba um atendimento mais qualificado e humanizado”, adiantou o ministro Alexandre Padilha.

O governo estadual investiu R$ 152 milhões na construção do hospital, que estará em pleno funcionamento até novembro deste ano. Outros R$ 5 milhões estão sendo aplicados na aquisição de equipamentos.

O prédio do hospital foi construído dentro dos padrões ecológicos. Haverá energia solar para aquecimento de água, aproveitamento de águas pluviais para irrigação, uso em bacias sanitárias e para lavagem de piso. O sistema energético será do tipo misto, com utilização de gás natural e energia elétrica, o que representará melhor eficiência e baixo custo.


 

Agência Saúde – Ascom/MS
Fonte Agência Saúde – Ascom/MS 25/02/2013 ás 15h

Compartilhe

Saúde inaugura hospital estadual do Espírito Santo