Sarney diz que CPMI do Cachoeira tem autonomia para atuar no Congresso

Fonte Agência Brasil 14/05/2012 às 11h
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse hoje (14) que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira tem autonomia para atuar no Congresso. O grupo investiga as relações do empresário de jogo ilícitos Carlos Augusto Ramos, preso em Brasília, com agentes públicos e privados.

“A CPMI está prevista na Constituição, não atrapalha o funcionamento da Casa e deve ter autonomia pra coibir os abusos detectados. [A comissão] está funcionando muito bem até agora”, explicou, ao destacar que Carlinhos Cachoeira é o mais visado e “deve ser investigado ao máximo”.

Segundo Sarney, durante sua ausência, as principais matérias foram votadas. A partir de agora, deverá ser estabelecido um calendário comum. “Estamos entrando em uma fase atípica, em que vamos estabelecer datas específicas para votações, o chamado esforço concentrado, comum em todo ano eleitoral, quando entraremos [depois] em recesso branco.”

Sarney retorna às atividade hoje depois de ser submetido a um cateterismo, no mês passado. O procedimento é usado pelos médicos para ter acesso ao interior do coração do paciente, por meio de um vaso sanguíneo do braço, pescoço ou coxa e, em geral, é feito para diagnóstico ou para pequenas cirurgias.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 14/05/2012 ás 11h

Compartilhe

Sarney diz que CPMI do Cachoeira tem autonomia para atuar no Congresso