São Paulo pede ao governo federal apoio à candidatura para sediar Expo 2020

Fonte Agência Brasil 23/05/2012 às 21h
A cidade de São Paulo quer ser escolhida para sediar a Exposição Universal (Expo) de 2020, evento que, cada vez mais, se torna uma referência mundial em arte, educação, design, comércio e até de turismo. O secretário de Relações Internacionais da cidade de São Paulo, Alfredo Cotait, reuniu-se hoje (23) com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, para pedir o apoio do governo federal à proposta.

A Expo 2020 é organizada pelo Bureau Internacional de Exposições (BIE). O secretário-geral do BIE, Vicente Loscertales, que esteve os últimos dias em São Paulo, onde fez uma visita técnica oficial e analisou em detalhes a proposta, também participou da reunião com Patriota.

São Paulo concorre com quatro cidades: Ýzmir (Turquia), Ayutthaya (Tailândia), Ecaterimburgo (Rússia) e Dubai (Emirados Árabes Unidos). Em junho, as autoridades paulistas apresentarão, em Paris, o projeto denominado Diversidade e Harmonia para o Desenvolvimento. Mas a escolha só será divulgada em novembro de 2013.

O projeto de São Paulo baseia-se no investimento em melhorias como obras de infraestrutura, ações na área cultural, de educação educação e políticas sociais na região de Pirituba, uma das mais carentes da capital paulista. O projeto Diversidade e Harmonia para o Desenvolvimento baseia-se em medidas de desenvolvimento sustentável e economia verde.

A Expo ocorre a cada cinco anos e sua tradição começou no século 19, quando houve o primeiro evento em Londres, no Reino Unido, com o projeto Grande Exposição dos Trabalhos da Indústria de Todas as Nações. Nas Américas, a Expo já foi sediada em Acapulco (México). A escolha da sede da exposição é votada por representantes de 160 países.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 23/05/2012 ás 21h

Compartilhe

São Paulo pede ao governo federal apoio à candidatura para sediar Expo 2020