Santa Sé aprova normativa para acolhimento de anglicanos

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O Vaticano publicou hoje uma Constituição Apostólica (norma máxima) que permite que membros da Igreja Anglicana entrem em "plena e visível" comunhão com a Igreja Católica.

O documento foi anunciado em uma reunião entre o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, cardeal William Joseph Levada, e o secretário da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, arcebispo Joseph Augustine Di Noia.

"Com a preparação de uma Constituição Apostólica, a Igreja Católica responde a numerosos pedidos que são levados a Santa Sé de grupos de clérigos e fiéis provenientes de diversas partes do mundo, os quais desejam entrar em plena e visível comunhão", destaca o texto.

A "Constituição Apostólica" prevê a instituição de Ordinariatos Pessoais. Atualmente esta possibilidade é concedida apenas a Opus Dei, que tem seu próprio prelado.

O fato teoricamente pode constituir um modelo para que outras comunidades se aproximem da Igreja Católica, como os lefebvrianos.

"Nesta Constituição Apostólica, o Santo Padre introduziu uma estrutura canônica que prevê em uma tal reunião coorporativa a instituição de Ordinariatos pessoais, que permitirão aos fiéis já anglicanos entrar em plena comunhão com a Igreja Católica, conservando, ao mesmo tempo, o específico patrimônio espiritual e litúrgico anglicano", explica o documento.

"Segundo o teor da Constituição Apostólica, a liderança pastoral para tais grupos já anglicanos será assegurada por um Ordinariato Pessoal, e o Ordinariato será usualmente nomeado pelo clero já anglicano", pontua o texto.

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé destacou ainda que os clérigos anglicanos casados que pretendem se reunir à Igreja de Roma podem, segundo a Constituição Apostólica, ser ordenados sacerdotes católicos.

De acordo com o documento divulgado pela Santa Sé, "a Constituição Apostólica que será em breve publicada representa uma resposta razoável e necessária a um fenômeno global, oferecendo um único modelo canônico pela Igreja Universal adaptável a diversas situações locais e, na sua aplicação universal, igualmente para os já anglicanos".

Em uma nota cojunta, os arcebispos britânicos de Canterbury, Rowan Williams, e de Westminter, Vicent Nichols, comentaram que "o anúncio desta Constituição Apostólica coloca fim a um período de incertezas para aqueles grupos que nutriam esperanças em novos modos de perseguir a unidade com a Igreja Católica".

A Igreja Anglicana, conhecida por Igreja Episcopal nos Estados Unidos e na Austrália, foi criada no século XVI, quando o rei britânico Henrique VIII declarou independência religiosa aos fundamentos de Roma. Desse modo, foram instituídas, primeiramente no Reino Unido, práticas doutrinais, litúrgicas e pastorais próprias.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Santa Sé aprova normativa para acolhimento de anglicanos