Saindo da crise, Atenas pode ver 'troika' ir embora

Fonte ANSA 06/08/2014 às 20h

Economia grega finalmente começa a dar sinais de retomada

06 Agosto, 18:28•ROMA•ZLR

(ANSA) - A Grécia está saindo da crise financeira e, após anos de enormes sacrifícios para o seu tecido social, o país mira agora o crescimento e a criação de postos de trabalho.

Por isso, não haveria lugar melhor para o presidente eleito da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, celebrar o sucesso da receita imposta pelo bloco econômico, que finalmente começa a dar à nação sinais de retomada.

O luxemburguês visitou Atenas no começo desta semana para um encontro com o premier Antonis Samaras. A viagem foi uma oportunidade para a UE, por meio de Juncker, pedir para a Grécia continuar no caminho das reformas. Mas enquanto a crise não fica de vez no passado, a agência de classificação de risco Moody's aumentou a nota de crédito do país de Caa3 para Caa1. Se subir mais um degrau, a nação grega ficará fora da zona de "alto risco".

Para compensar os sacrifícios do país, o bloco europeu estaria estudando a saída da troika, trio formado por Fundo Monetário Internacional (FMI), União Europeia e Banco Central Europeu (BCE) para fiscalizar o processo de saneamento da economia grega. Frequentemente, seus integrantes são comparados a nazistas pela imprensa local, mas agora cogita-se a possibilidade de eles deixarem Atenas, em troca do compromisso de manutenção das reformas e de um novo corte na dívida pública. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 06/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Saindo da crise, Atenas pode ver 'troika' ir embora