Rússia nega envio de tropas à fronteira com Ucrânia

Fonte ANSA 06/08/2014 às 21h

Putin ainda anunciou bloqueio sobre as importações de alimentos

06 Agosto, 14:23•MOSCOU•ZSG

(ANSA) - O governo de Moscou negou nesta quarta-feira, dia 6, que esteja concentrando tropas na fronteira com a Ucrânia enquanto o presidente Vladimir Putin anunciou um bloqueio de um ano sobre as importações de alimentos de países que tenham promovido sanções contra a Rússia.

A emissora norte-americana CNN publicou, citando um alto funcionário da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que a Rússia enviou cerca de 20 mil oficiais à fronteira com a Ucrânia.

O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, rechaçou a notícia dizendo que "eles [os norte-americanos] precisam improvisar [suas falas] o tempo todo para que suas declarações tenham credibilidade".

Bloqueio

Putin anunciou que, "a fim de defender os interesses nacionais da Rússia", entra em vigor hoje um decreto que "veta ou limita o exercício das transações econômicas e comerciais" dos vários tipos de produtos agrícolas, matérias-primas e alimentos, cujo país de origem seja "um Estado que decidiu aplicar sanções econômicas".

Além da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos, adotaram sanções contra a Rússia também Canadá, Austrália, Japão, Suíça e Coréia do Sul. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 06/08/2014 ás 21h

Compartilhe

Rússia nega envio de tropas à fronteira com Ucrânia