Rússia declara diplomata norte-americano 'persona non grata'

Fonte Ansa flash 14/05/2013 às 22h

O diplomata foi preso acusado por Moscou de recrutar agentes secretos da Rússia para trabalhar na CIA

MOSCOU, 14 MAI (ANSA) – Os serviços secretos russos (FSB, antiga KGB) anunciaram nesta terça-feira a prisão de um diplomata dos Estados Unidos acusado por Moscou de recrutar agentes secretos da Rússia para trabalhar na CIA.

O suposto espião norte-americano foi preso quando tentava contratar um agente de um dos serviços secretos russos. Após a prisão e o interrogatório, ele foi entregue à sede diplomática dos EUA.

Segundo informações locais, o norte-americano foi identificado como Ryan Fogle e é o terceiro-secretário da embaixada dos EUA em Moscou.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou "persona non grata" o diplomata norte-americano. Em um comunicado, a chancelaria disse que "enquanto os presidentes dos dois países confirmavam a disponibilidade em alargar a cooperação bilateral, inclusive nos serviços secretos e na luta contra o terrorismo, tais ações provocatórias, no espírito da guerra fria, não favorecem o reforço da confiança recíproca".

Devido ao incidente, o embaixador norte-americano em Moscou, Michael McFaul, foi convocado para prestar esclarecimentos.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 14/05/2013 ás 22h

Compartilhe

Rússia declara diplomata norte-americano 'persona non grata'