Rússia critica decisão da UE sobre embargo de armas à Síria

Fonte Ansa flash 28/05/2013 às 15h

Para Moscou, decisão europeia compromete Conferência de Genebra

MOSCOU, 28 MAI (ANSA) - O governo russo criticou hoje a decisão da União Europeia (UE) de retirar o embargo de armas a favor dos rebeldes sírios. Para Moscou a medida constitui "um dano direto à perspectiva de organizar a conferência internacional" prevista para junho em Genebra na qual se discutirá uma solução para a crise na Síria. O vice-ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Riabkov, disse que os Estados Unidos (EUA) e a Rússia não estão em condições de acordar parâmetros básicos para a conferencia chamada Genebra 2, impulsionada pelos dois países. "Existe uma brecha entre a posição da Rússia e dos Estados Unidos relativas a algumas questões e aspectos desta relevante crise internacional, disse o funcionário em declarações divulgadas pela rádio Voz da Rússia. "Da nossa parte não podemos concordar em ter um evento como este, em uma situação na qual os sócios e possíveis participantes procuram impor soluções ao povo sírio desde o exterior e predeterminar o curso do processo de transição", acrescentou ele. A decisão da UE contradiz "o espírito e a carta do tratado internacional sobre comércio de armas, que será assinado no próximo 3 de junho", advertiu Riabkov. O vice-ministro destacou ainda que o fornecimento de mísseis antiaéreos S-300 para Damasco por parte da Rússia, tem um papel "estabilizador" no conflito. Ontem em reunião com o governo de Israel a Rússia tinha se comprometido a evitar a entrega deste tipo de mísseis para o governo da Síria.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 28/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Rússia critica decisão da UE sobre embargo de armas à Síria