Rollemberg lamenta situação de abandono do Distrito Federal

Fonte Agência Senado 16/04/2013 às 8h

Em discurso no Plenário nesta segunda-feira (15), o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) lamentou a atual situação de “descaso e abandono” do Distrito Federal. Segundo o senador, a falta de governo está presente em todas as áreas da administração pública distrital.

– É um absurdo a falta de governo que estamos presenciando neste momento – declarou.

O senador disse que o fechamento de uma maternidade na cidade de Ceilândia, depois da morte de sete bebês, revela o abandono que o Distrito Federal está vivendo. Rollemberg destacou que o governador Agnelo Queiroz (PT) é médico e prometeu avanços na área de saúde na época da campanha, em 2010. O senador registrou que a imprensa tem denunciado a compra de remédios superfaturados.

Ele não se limitou à área da saúde. A violência que “assola” Brasília também seria, para ele, uma evidência do abandono – com crimes graves e aumento de índices de violência nos anos de 2011 e 2012.

Rollemberg criticou, ainda, a falta de infraestrutura e saneamento, e deu como exemplo o fato de uma criança ter sido tragada por um bueiro, depois de uma forte chuva. Para o senador, é inadmissível a capital do país ainda ter ruas sem asfalto e tanta lama.

Administradores

Até os critérios para nomeação de administradores regionais mereceram criticas na tribuna do Plenário. Segundo Rollemberg, os indicados não conhecem as cidades e ocupam o cargo apenas por um arranjo político. O senador ainda lembrou que o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) constatou superfaturamento nas obras de construção do Estádio Nacional Mané Garrincha e nas compras de merenda escolar.

– De um lado, o abandono. De outro, o superfaturamento. Para beneficiar a quem? – questionou o senador.

Para Rollemberg, o governo do Distrito Federal tem demonstrado falta de compromisso com a história de Brasília e do Brasil. O senador voltou a criticar a contratação da empresa Jurong Consultants, de Cingapura, para planejar Brasília pelos próximos 50 anos. Rollemberg se disse apaixonado pela cidade, mas traduziu em “tristeza e indignação” o atual estado de Brasília.

– Gostaria de estar celebrando conquistas e avanços. Eu me sinto na obrigação de denunciar o desgoverno do Distrito Federal – concluiu.

 

Agência Senado
Fonte Agência Senado 16/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Rollemberg lamenta situação de abandono do Distrito Federal