Ritmos brasileiros se misturam ao tango, na Sala Funarte Sidney Miller (RJ)

Fonte Funarte 13/03/2013 às 14h

Ritmos brasileiros se misturam ao tango, na Sala Funarte Sidney Miller (RJ)

Trio LiberTango presta homenagem ao músico carioca Ernesto Nazareth, que completaria 150 anos em 2013

 

Nos dias 14 e 15 de março (quinta e sexta), às 18h30, o Trio LiberTango – formado por Estela Caldi, pianista argentina radicada no Rio de Janeiro, e por seus filhos, Alexandre Caldi, saxofonista e flautista; e Marcelo Caldi, no acordeon –, traz para o palco da Sala Funarte Sidney Miller uma mistura que promete agradar ao público. Em homenagem aos 150 anos de nascimento do músico Ernesto Nazareth, o novo show do trio mostra as vertentes brasileiras do ritmo consagrado na Argentina, o tango. A ideia é revelar o sotaque tangueado do samba, choro, baião, xote, dentre outros. A preços populares de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), o encontro faz parte do Projeto Música na Cidade, da Sala Funarte Sidney Miller.

Além de celebrar o aniversário de Ernesto Nazareth, músico que soube unir o salão e a rua com a mesma complexidade, o show “Raízes brasileiras do tango” traz no repertório as quatro estações de Astor Piazzolla: “Primavera Porteña”, “Verano Porteño”, “Otoño Porteño” e “Invierno Porteño”, mantendo vivo o legado do argentino e provando o diálogo musical entre os dois maiores países da América do Sul.

O Trio LiberTango possui três discos gravados: “LiberTango – a música de Astor Piazzolla” (Delira, 2005), “Cierra tu ojos y escucha” (Delira, 2007) e “Porteño” (Delira, 2010). O mais recente também engloba obras do tango tradicional, de Carlos Gardel, como “El Dia que me Quieras” (parceria com Alfredo Le Pera e Juan Carlos Calderon), “Por uma Cabeza” (com Alfredo Le Pera) e “Mano a Mano” (com José Razzano e Celedonio Flores).

Segundo Estela Caldi, os amantes do tango no Brasil costumam lotar os shows do grupo. As apresentações mais recentes foram na Sala Baden Powell, em janeiro deste ano; no Centro Municipal de Referência da Música Carioca e no Programa Sala de Concerto, da Rádio MEC, em 2012; no Teatro Carlos Gomes e no teatro da Academia Brasileira de Letras, em 2011. Já em 2013, o trio conta com duas apresentações na Sala Funarte Sidney Miller e, ainda, participará do Festival Internacional Tango Brasil, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Sobre o Trio Liber Tango

Estela Caldi, pianista, é mestre em piano pela Escola de Música da UFRJ. Lançou o disco “Villa-Lobos por Estela Caldi”, patrocinado pela Fundação Universitária José Bonifácio e gravou participações especiais em obras de Ronaldo Miranda e Caio Senna e no disco “Origens”, (2012), de Leo Gandelmann, entre outros.

Alexandre Caldi é arranjador, produtor musical e professor. É um dos raros nomes do sopro brasileiro a incorporar influências latinas com requinte e expressividade em sua obra. Lançou o disco “Festeiro”, pela Delira, em 2008, e toca os saxofones: soprano, alto, tenor e barítono, além de flauta, flautim e pífanos.

Marcelo Caldi é um dos responsáveis pela revitalização atual da sanfona. Vencedor do Prêmio Funarte Centenário de Luiz Gonzaga, através do qual lançou o CD e o livro de partituras “Tem Sanfona no Choro”, (apoio do IMS). Já se apresentou ao lado de grandes nomes da MPB como Gilberto Gil, Chico César, Elba Ramalho, Chico Buarque e Elza Soares, entre outros.

Show do Trio LiberTango “Raízes brasileiras do tango”
Projeto Música na Cidade
, na Sala Funarte Sidney Miller
Dias: 14 e 15 de março (quinta e sexta)
Horário: 18h30
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Classificação etária: 12 anos

Sala Funarte Sidney Miller
Palácio Gustavo Capanema: Rua da Imprensa, 16, Centro, Rio de Janeiro.
Informações:
(21) 2279-8601 (CEMUS)
(21) 2279-8087 (Bilheteria, após às 15h)

Funarte
Fonte Funarte 13/03/2013 ás 14h

Compartilhe

Ritmos brasileiros se misturam ao tango, na Sala Funarte Sidney Miller (RJ)