Rio vai reforçar combate à soltura de balões

Fonte Agência Brasil 24/04/2013 às 18h

Rio de Janeiro - Autoridades ambientais informaram hoje (24) que vão intensificar o combate à soltura de balões a partir do próximo final de semana. Segundo a Coordenadoria de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca), que faz parte da Secretaria de Estado do Ambiente, as ações terão apoio de policiais militares das unidades ambientais e do Grupamento Aeromarítimo, que vão monitorar a Baía de Guanabara com o uso de lanchas e helicópteros.

 

De acordo com o coordenador da Cicca, coronel José Maurício Padrone, informações do serviço de inteligência do orgão serão usadas para identificar os grupos de baloeiros e surpreendê-los, evitando confronto ou fuga.

"Muitas vezes os integrantes dessas quadrilhas estão armados e alcoolizados, então é muito importante ter cautela e trabalhar com toda estratégia possível. Com a chegada de datas comemorativas importantes, como o Dia das Mães, o número de balões no céu da cidade aumenta e essas operações têm se tornado cada vez mais rotineiras", disse Padrone.

Ontem (23), policiais militares da Unidade Ambiental da Serra da Tiririca e do Grupamento Aeromarítimo fizeram uma operação no Morro do Pereirinha, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, para coibir a ação dos baloeiros. Na ação, foram apreendidos sete balões, além de 19 munições, uma caixa com 36 morteiros de pirotecnia, um botijão de gás e um maçarico. Ninguém foi preso.

Fabricar e soltar balões são considerados crimes ambientais. Se for condenado, o infrator pode ser condenado a pena de 1 mês a 3 anos de prisão. Quem tiver alguma informação sobre grupos de baloeiros deve ligar para a central da Cicca pelo telefone (21) 2334-5906 ou para o Disque Denúncia, pelo telefone telefone (21) 2253-1177.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 24/04/2013 ás 18h

Compartilhe

Rio vai reforçar combate à soltura de balões