Rio lança Observatório Turístico para acompanhamento de tarifas no setor hoteleiro

Fonte Agência Brasil 25/02/2013 às 21h

 

Rio de Janeiro – O ministro do Turismo, Gastão Vieira, disse hoje (25) que o Observatório Turístico do Estado do Rio de Janeiro terá papel importante no acompanhamento das tarifas da rede hoteleira neste ano em que estão previstos para a capital fluminense eventos internacionais de grande porte, como a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude. Segundo o ministro, o observatório será uma ferramenta que ajudará a coibir abusos nos preços dos hotéis, já que alguns empresários podem querer aproveitar o momento para aumentar as tarifas.

Esse acompanhamento, ressaltou Vieira, "não permitirá, como não permitiu na Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, realizada no Rio, em 2012), que alguém tente isoladamente, em um caso pontual, abusar dos preços”.

O presidente substituto da Embratur, Paulo Guilherme Araújo, explicou que não está em discussão o tabelamento das diárias hoteleiras. O que o Ministério do Turismo e a Embratur fazem é acompanhar a evolução das diárias cobradas pelos hotéis para impedir a cobrança de preços exorbitantes. Com o observatório, o setor hoteleiro, o ministério e a Embratur dão "um passo importante" para que o monitoramento seja feito de forma conjunta, disse Araújo. Valores e metodologia das pesquisas serão discutidos em conjunto com o objetivo de evitar que "a imagem do país seja arranhada como um destino caro”, acrescentou.

Conforme pesquisa da Embratur, algumas tarifas tiveram alta de até 70%. No entanto, Paulo Araújo destacou que essa não é a prática da maioria dos hotéis. Na reunião de hoje, teve início o estudo da metodologia de acompanhamento das tarifas. O setor hoteleiro abrirá suas planilhas, para que se obtenham números reais e a Embratur e o Ministério do Turismo tenham condição de fechar as pesquisas. De acordo com Araújo, casos isolados de aumento exorbitante da tarifa serão tratados pelo próprio setor, em conjunto com o ministério.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), Alfredo Lopes, ressaltou que o Observatório Turístico contará com um portal da transparência da hotelaria em parceria com o governo. “Assim como foi feito na Rio+20, os preços fora da curva vão ser trabalhados e o empresário saberá que aquela não é uma política correta, que prejudica a imagem da cidade e do país.” Lopes lembrou que ninguém faz investimento em hotéis pensando apenas na Copa do Mundo ou nas Olimpíadas. “É uma coisa para décadas. O setor não quer que o Rio de Janeiro ou o Brasil fique com a pecha de um destino caro.”

Segundo Lopes, o Observatório Turístico começa a funcionar imediatamente, com a fusão dos bancos de dados da Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Turisrio), da Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur) e da Abih-RJ. Com isso, os gestores vão saber, por exemplo, quantos dias os turistas permanecem na cidade, quais são os bairros mais frequentados, a expansão da hotelaria no estado.
Ele disse que a hotelaria tem crescido significativamente, inclusive no interior, graças aos polos de desenvolvimento, e que há preocupação com o que será feito depois dos Jogos Olímpicos de 2016, para manter a ocupação dos leitos que estão sendo criados. Só no município do Rio, serão 20 mil novos quartos até os Jogos, “um crescimento de quase 48%”.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 25/02/2013 ás 21h

Compartilhe

Rio lança Observatório Turístico para acompanhamento de tarifas no setor hoteleiro