Revista dá destaque à produção italiana Baaria, que abriu Festival de Veneza

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
A exibição do filme "Baaria - La porta del vento" (2009) na cerimônia de abertura do 66º Festival Internacional de Cinema de Veneza foi um "típico alvoroço italiano", segundo um artigo publicado hoje pela revista norte-americana Variety.

"O mundo do cinema e da política italiana formaram um mix explosivo", comentou o texto, referindo-se também aos elogios tecidos pelo primeiro-ministro do país, Silvio Berlusconi, à produção cinematográfica.

Dirigido por Giuseppe Tornatore, o longa é a primeira produção italiana a abrir o festival nas últimas duas décadas. Ao fim da exibição, que ocorreu na noite de ontem, o público aplaudiu o filme por mais de cinco minutos e o próprio Tornatore parecia bastante emocionado.

Com a atriz Monica Bellucci no elenco, o longa conta a trajetória de três gerações de uma família que vive na Sicília entre os anos de 1930 e 1970.

"Baaria - La porta del vento" foi feito pela Medusa Produções, do grupo Mediaset (propriedade da família Berlusconi), e é considerado uma das obras mais caras do cinema italiano, com um orçamento de 25 milhões de euros.

"É um filme magnífico, emocionante, um mosaico da história", disse o ministro italiano dos Bens Culturais, Sandro Bondi, que assistiu à sessão. "É uma obra sincera", completou.

Ao recordar que o filme será distribuído a partir do próximo dia 25, a Variety comentou que seus atores e produtores esperam que o longa seja o representante da Itália no Oscar na categoria de melhor filme em língua estrangeira.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Revista dá destaque à produção italiana Baaria, que abriu Festival de Veneza