Reunião para definir governo de coalizão falha e Grécia pode ter novas eleições

Fonte Agência Brasil 13/05/2012 às 20h
As negociações entre o presidente grego Karolos Papoulias e os líderes dos três principais partidos políticos da Grécia terminou hoje (13) sem um acordo para a formação de um governo de coalizão, que evitaria a realização de novas eleições. Em uma última tentativa para superar a crise política pela qual o país passa, Papoulias convocou os líderes da Nova Democracia (ND), Antonis Samaras, da Esquerda Radical grega (Syriza), Alexis Tsipras, e do Partido Socialista (Pasok), Evangelos Venizelos.

A reunião para definir o novo governo de coalizão durou 90 minutos, com a Syriza refutando as medidas de austeridade propostas pela ND e pelo Pasok. Apesar do fracasso na negociação, Samaras, líder conservador da ND - que ganhou as eleições legislativas realizadas há uma semana atrás -, disse que as discussões continuarão.

“É uma ordem do povo cooperar e formar um governo viável que dure até as eleições europeias. Tem que ser um governo que vá além de personalidades específicas”, disse Samaras, se referindo ao desejo da população para que seja constituído um governo que governe até 2014.

Após as eleições legislativas, cada um dos três partidos foi convidado para liderar um governo de coalizão, mas todos fracassaram na tentativa. O principal impasse é sobre as medidas de austeridade fiscal exigidas pela União Europeia em troca de empréstimos de emergência. A convocação de novas eleições presidenciais podem levar o país à quebra e à saída da zona do euro.

*Com informações da agência pública de notícias do México, Notimex, e da BBC Brasil

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 13/05/2012 ás 20h

Compartilhe

Reunião para definir governo de coalizão falha e Grécia pode ter novas eleições