Representantes de empresas aéreas discutem com Dilma medidas para impulsionar vendas do setor

Fonte Agência Brasil 11/03/2013 às 16h

 

Brasília - Em reunião com a presidenta Dilma Rousseff, representantes da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) apresentaram hoje (11) um conjunto de metas e propostas da aviação comercial para que a quantidade de passagens vendidas no país dobre e chegue a 200 milhões até 2020. Segundo o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, o setor propõe um diálogo permanente com os órgãos de governo ligados ao setor para debater as medidas necessárias à continuidade desse crescimento.

“Este país passou de 33 milhões para 100 milhões de passageiros de 2002 a 2012. O preço médio da tarifa aérea veio de R$ 470 para R$ 280. Para continuar esse processo é necessário um conjunto de medidas bastante delicadas, técnicas, tecnológicas, que não se decide sem que todos os envolvidos construam um acordo, respeitadas as origens de cada um”, disse Sanovicz após a reunião com a presidenta Dilma, na qual também estava o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt.

Sanovicz disse que as empresas aéreas querem “inserir o setor no processo de desenvolvimento econômico do país com a melhor qualidade possível” participando, por exemplo, das discussões sobre como fazer investimentos em infraestrutura dos novos aeroportos e de uma política para querosene de aviação que, segundo o setor, representa 43% do preço da passagem e precisa ter sua fórmula de cálculo revista.

Segundo o presidente da Abear, a presidenta Dilma disse que vai debater internamente a forma de conduzir cada um dos temas propostos e que o setor será chamado num prazo rápido para continuar o diálogo, “não mais com a senhora presidenta, mas com os órgãos técnicos que estão debatendo o assunto”.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 11/03/2013 ás 16h

Compartilhe

Representantes de empresas aéreas discutem com Dilma medidas para impulsionar vendas do setor