Relator de Sínodo para a África diz ser a favor de uso de preservativos

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O relator da Segunda Assembleia Especial para a África do Sínodo dos Bispos, Peter Kodwo Appiah Turkson, disse ser a favor ao uso de preservativo quando um dos cônjuges possui o vírus HIV como forma de combate à difusão da Aids no continente.

"A situação é grave, sobretudo na África Austral [sul do continente] e afeta particularmente os jovens", afirmou Turkson, em coletiva de imprensa, referindo-se a disseminação do vírus.

Estimativas de dezembro de 2007 do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que dos cerca de 33 milhões de pessoas que têm o vírus HIV em todo o mundo dois terços estão nos países ao sul do Saara, na África Austral.

Respondendo sobre o que a Igreja Católica poderia fazer contra a propagação da Aids, Turkson disse que o mais recomendável seria a abstinência.

"Se alguém contagiado viesse a mim, tentaria ajudá-lo e dar-lhe apoio psicológico. O fato de ter o vírus HIV deveria levar à abstinência. Ainda assim, recomendarei o uso do preservativo, apesar de que na África por vezes isso representa um risco", explicou.

Para o cardeal, existem em circulação no continente muitos produtos de baixa qualidade, que dariam uma falsa sensação de segurança e fariam aumentar as chances de contágio. "O apelo ao uso dos preservativos está lado a lado com a fidelidade do casal".

O Primaz de Gana também falou sobre a importância dos novos remédios retrovirais, que segundo ele, "estão trazendo novas esperanças" para os portadores do vírus.

A posição do religioso, contudo, não é representa a da Santa Sé, que não aprova o uso de preservativos, pois considera que estes não servem para impedir a propagação da Aids. Para a Igreja Católica, a melhor maneira de prevenção é a fidelidade dentro do casamento ou a abstinência sexual.

A Segunda Assembleia Especial para a África do Sínodo dos Bispos, realizada 15 anos após o último encontro, tem como tema "A Igreja na África a serviço da reconciliação, da justiça e da paz. Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo".
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Relator de Sínodo para a África diz ser a favor de uso de preservativos