Regularizada a permanência de 909 imigrantes ilegais abrigados no Acre

Fonte Agência Brasil 17/04/2013 às 8h

 


Brasília - Em três dias de trabalho em Brasileia, no Acre, o governo federal regularizou a situação de 909 imigrantes ilegais, vindos, em sua maioria, do Haiti. Os imigrantes de outras nacionalidades abrigados na cidade também tiveram protocolos iniciais de regularização emitidos.

Em nota, o ministério da Justiça informou que 623 CPFs foram entregues e mais 500 pré-cadastrados, 852 carteiras de trabalho emitidas, 758 delas para haitianos. Dos haitianos cadastrados, 89 já estão empregados e encaminhados para empresas do Paraná e de Santa Catarina. Durante o mutirão de regularização, os profissionais de saúde não detectaram doenças. Cerca de 560 pessoas foram vacinadas. O governo considera a situação de saúde “sob controle”.

O ministério informou ainda que o governo federal autorizou o repasse de mais R$ 360 mil do Fundo Nacional de Assistência Social para o Fundo Estadual de Assistência Social do Acre. O dinheiro deverá ser usado na alimentação, hidratação e higiene pessoal e coletiva dos estrangeiros. O trabalho da força-tarefa foi prorrogado até sexta-feira (19). Um terreno ao lado do abrigo será usado temporariamente para ampliar as instalações de suporte aos imigrantes.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 17/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Regularizada a permanência de 909 imigrantes ilegais abrigados no Acre