Recife conta com variedade de Centros Culturais

Fonte Secretaria de Turismo do Recife 19/11/2009 às 0h
Além de belas praias, com sol quase que o ano inteiro, além de rios e belas pontes, o Recife atrai cada vez mais turistas à cidade, destacando a capital pernambucana pela sua diversidade cultural. A cidade tem história pra contar com vieses português, afro, holandês, francês e judaico, representada por tantos monumentos. Um pedaço dessa história está nos Centros culturais que a cidade possui.

Recentemente, mais um centro cultural foi inaugurado no Bairro do Recife. O Centro Cultural Correios conta com seis pavimentos e dispõe de cinco salas de exposição, auditório, restaurante e uma agência postal. O centro está localizado em um prédio construído no início do século passado e foi adquirido em 1921 para ser a sede dos Correios em Pernambuco. O local conta com exposições temporárias com fotos da aviação transcontinental e da travessia aérea noturna do Oceano Atlântico, mapas e gravuras estilizadas da cidade, além da exposição filatélica “40 Anos da ECT em 346 Anos de História – Correios, levando o Brasil à frente”, que referencia cronologicamente, por meio dos selos, fatos marcantes da história postal brasileira e do País.

“O Recife é uma cidade com diversos atrativos turísticos. Aqui, turistas e recifenses têm opções de passeios para os sete dias da semana”, afirma o secretário de Turismo do Recife, Samuel Oliveira

Bem próximo ao Centro Cultural Correios está o Instituto Cultural Banco Real. Localizado em frente ao Marco Zero do Recife, o espaço integra um conjunto de pontos turísticos do Bairro do Recife, como a Sinagoga Kahal Zul Israel, a Rua do Bom Jesus, a Praça do Arsenal da Marinha, a Igreja da Madre de Deus, a Torre Malakoff e o Paço Alfândega.

O Instituto Cultural Banco Real apresenta exposição comemorativa ao centenário de nascimento do artesão caruaruense Mestre Vitalino com fotografias registradas por Pierre Verger, um dos mais importantes fotógrafos do século XX. As fotos mostram o cotidiano da vida do mestre do Alto do Moura. Além da exposição, o Instituto oferece ainda três galerias, auditório e biblioteca especializada em arte contemporânea.

Restaurado e aberto ao público em 2001 com o nome Centro Cultural Judaico de Pernambuco, o local abriga a primeira sinagoga das Américas. A Sinagoga Kahal Zur Israel funcionou dentro do domínio holandês entre 1641 e 1654. O CCJP possui três andares com exposição focada na chegada dos judeus no Brasil, a construção da Sinagoga e a fuga dos judeus em Pernambuco. O local ainda conta com a exposição dos vestígios arqueológicos da Mikvê, piscina usada para o banho de purificação na sinagoga, do século XVII. O espaço possui também teatro, salas de vídeos e loja de artesanato.

Distante 5 km do Bairro do Recife, está o Centro Cultural Benfica. O espaço está instalado em um casarão construído na segunda metade do século XIX e abriga o Teatro Joaquim Cardozo, o Instituto de Arte Contemporânea e uma parcela do Acervo Museológico da Universidade Federal de Pernambuco. O CCB está fechado para reforma e reabre na primeira quinzena de setembro com uma peça teatral.

 

Serviço:

Centro Cultural Correios Recife

Avenida Marquês de Olinda, 262. Telefone: 81 3224.5739. Funcionamento: De terça a sexta, das 9h às 18h / Sábado e domingo, das 12h às 18h.


Centro Cultural Banco Real:

Avenida Rio Branco, 23, Bairro do Recife. Telefone: 81 3224.1110. Funcionamento: De terça a quinta, das 14h às 20h. De sexta a  domingo, das 14h às 22h.


Centro Cultura Judaico – Sinagoga Kahal Zur Israel

Rua do Bom Jesus, 197/203. Telefone: 81 3224.2128. Funcionamento: De terça a sexta, das 9h às 17h / Domingo, das 15h às 19h.


Centro Cultura Benfica

Rua Benfica, 157, Madalena. Dias de funcionamento: Telefone: 81 3227.0657. Funcionamento: De terça a quinta, das 14h às 20h. De sexta a  domingo, das 14h às 22h.
Secretaria de Turismo do Recife
Fonte Secretaria de Turismo do Recife 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Recife conta com variedade de Centros Culturais