Receita estuda liberar preenchimento da declaração do IR em smartphones e tablets

Fonte Agência Brasil 15/03/2013 às 15h

Brasília - A Receita Federal estuda permitir o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) por meio de smartphones e tablets. O projeto ainda não tem data para entrar em vigor, segundo a coordenadora de Sistemas da Receita, Maria Rita de Abreu, e só será viabilizado se o aplicativo para esse fim atender a uma série de requisitos de segurança. O preenchimento da declaração por meio de dispositivos móveis faz parte do trabalho de modernização da Receita, que inclui, entre outros pontos, a declaração pré-preenchida em 2014, também em estudo.

Hoje (15) foram anunciadas novas funcionalidades para o aplicativo Pessoa Física, disponível para dispositivos móveis com sistemas Android (Google) e iOS (Apple). No primeiro caso, as atualizações já foram feitas e, no segundo, devem ser liberadas nos próximos dias.

Um das novidades é que o programa passou a permitir, após cadastramento prévio no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), consultar e imprimir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para o pagamento na rede bancária de cotas do Imposto de Renda Pessoa Física desde 2006.

Outra novidade do aplicativo é a simulação do cálculo do IRPF mensal e anual. O usuário informa os valores, como rendimento e deduções, e o aplicativo calcula o imposto devido. No cálculo anual, o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, informou que o aplicativo identifica a melhor forma de tributação aplicável no caso das deduções legais e no caso do desconto padrão (simplificado).

Foi introduzida ainda na nova versão do aplicativo a possibilidade de se criar um histórico das últimas consultas de CPFs e de restituições do Imposto de Renda, além de um teste de conhecimento com questões sobre o assunto e uma versão de bolso do Perguntão da Declaração de 2013.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 15/03/2013 ás 15h

Compartilhe

Receita estuda liberar preenchimento da declaração do IR em smartphones e tablets