Raúl Castro pede prudência em reformas econômicas em Cuba

Fonte Ansa flash 04/04/2013 às 21h

Segundo o mandatário, as reformas não devem ser mais rápidas

HAVANA, 4 ABR (ANSA) - O presidente de Cuba, Raúl Castro, pediu para que as mudanças no sistema econômico do país não ocorram de maneira rápida. Segundo ele, as alterações têm "avançado em um bom ritmo".

"Temos de resistir às pressões de quem insiste em que devemos ir mais rápido", disse o mandatário durante uma reunião do Conselho de Ministros de Cuba que teve como tema o plano oficial econômico para 2014.

"Se fizermos uma análise do caminho percorrido, podemos nos dar conta de que se avança a um bom ritmo, já que a magnitude e complexidade dos problemas não permitem que resolvamos tudo de um dia para o outro", destacou.

Durante a reunião, foi anunciada a permissão para a criação de 126 cooperativas que serão administradas de forma privada por seus antigos funcionários estatais. Destas, 111 atuarão no mercado agropecuário, 11 são relacionadas ao transporte e 12 à construção.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 04/04/2013 ás 21h

Compartilhe

Raúl Castro pede prudência em reformas econômicas em Cuba