Queda na procura por crédito no país acumula queda de 5,8% até agosto

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
A procura por crédito no país caiu 4,3%, em agosto, na comparação com julho e 4% sobre agosto do ano passado. De janeiro a agosto, a queda é de 5,8%. Os dados constam do  Indicador Serasa Experian de Demanda por Crédito, pesquisa da empresa de consultoria econômico-financeira Serasa Experian.

De acordo com a análise técnica, além de agosto ter tido dois dias úteis a menos do que julho, o movimento reflete a dificuldade de micro e pequenas empresas de acesso a financiamentos e empréstimos. Os técnicos prevêem que essa situação deve se reverter com a entrada em operação do Fundo Garantidor de Investimentos (FGI).

Esse fundo de natureza privada foi criado pela Medida Provisória 464, em junho deste ano, para facilitar o acesso ao crédito com aportes do Tesouro Nacional e as operações iniciaram neste mês de setembro.

O levantamento mostra que foi mais forte a queda na demanda por crédito de micro e pequenas empresas, em 4,5%. Nas médias empresas, a queda da demanda foi de 1,3%, enquanto nas grandes empresas houve aumento de 0,9%, em agosto e de 1,7% no acumulado do ano. As médias empresas reduziram em 4,7% a procura de recursos.                                                                                          .

A maior baixa, em agosto, foi constatada na Região Centro-Oeste (-9,2%) seguida pela Região Norte (-7%). Esta última, no entanto, registra a menor queda (-1,4%) quando se compara o desempenho dos oito meses do ano até agosto com igual período do ano passado. Os técnicos da Serasa lembram que no Norte alguns setores foram beneficiados com isenções de tributos federais, como a produção industrial de eletrodomésticos e motocicletas.

A Região Sul registrou a maior queda acumulada (-8,9%). Levando com consideração apenas a variação mensal, a baixa na região foi de 1,4%, enquanto no Sudeste a procura por crádito caiu 4,3%.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Queda na procura por crédito no país acumula queda de 5,8% até agosto