Quando a expectativa é realista, os resultados são melhores

Fonte Toda Comunicação 22/04/2013 às 18h

Antes de fazer a cirurgia plástica, o futuro paciente deve pensar o que o motiva e a manter um diálogo franco com o médico.

Fazer uma cirurgia plástica vai além do fato de ter vontade. É preciso muita conversa, pesquisa e esclarecimento de dúvidas com o médico que irá realizar o – ou os – procedimento(s). Hoje em dia já é muito conhecido o impacto que a cirurgia plástica estética tem sobre a qualidade de vida, uma vez que esses procedimentos têm por finalidade modificar a harmonia corporal, promover um bem estar pessoal e por fim a algum incômodo interno, melhorando o bem estar social do paciente.

O cirurgião plástico Alderson Luiz Pacheco, da clínica Michelangelo, de Curitiba, comenta que um ponto que deve sempre ser discutido nas conversas entre paciente e profissional antes da realização da cirurgia é a expectativa do procedimento.“Diariamente são veiculadas uma grande quantidade de informação que muitas vezes não tem um fundo científico, - e com isto não têm credibilidade. A cada dia surgem mais anúncios que ‘prometem resultados’maravilhosos com o mínimo esforço possível, o que gera uma expectativa frente aos procedimentos de cirurgia estética e que nem sempre são possíveis de serem alcançados,” alerta o especialista.

Pacheco comenta que toda cirurgia tem limitações e consequências. “Não existem procedimentos mágicos capazes de transformar uma pessoa em outra, mas com muita conversa é possível mostrar ao paciente um excelente resultado que pode ser alcançado, - e para isso, só é preciso um diálogo franco que proponha o entendimento das duas partes”, comenta.
O especialista fala que não é raro encontrar mulheres magras, com corpo bonito e harmonioso, que insistem em dizer que precisam de uma plástica para ficarem bonitas ou pessoas que dizem ter defeitos que só elas enxergam. “Nesses casos, o médico precisa compreender como a pessoa se vê para mostrar a ela o que é realidade e o que é fantasia”,explica Pacheco, graduado em medicina pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduado em Cirurgia Geral pelo Hospital de Clínicas da UFPR.

O tempo pode passar, mas a melhor dica para quem quer fazer a cirurgia continua sendo a mesma: conversar com o médico sobre as expectativas, vontades e motivação para realizar a cirurgia. Só assim ele será capaz de esclarecer as questões, dando a devida orientação e explicando as limitações técnicas e físicas que cada paciente têm.

Pacheco comenta que muitos pacientes chegam ao consultório com informações e fotos que retiram da internet, sem saber que muitos sites e blogs trazem informações erradas sobre os procedimentos e ainda estimulam o excesso de expectativa do paciente em relação ao procedimento. “Por isso, não adianta. O melhor lugar para se tirar dúvidas é, e sempre será, no consultório do seu médico. Procure sempre ter o diálogo mais claro e direto com o especialista, assim ele entenderá mais fácil qual é o seu objetivo e saberá dizer se é possível alcançá-lo com a cirurgia”, conclui.

Doutor Alderson Luiz Pacheco (CRM-Pr 15715)

Cirurgião Plástico

Site: http://www.alplastica.com

Blog: http://draldersonluizpacheco.wordpress.com

Email: plastica.pacheco@yahoo.com.br

Fone: (41) 3022-4646 e 4141-4424

Endereço: Rua Augusto Stellfed, 2.176, Champanhat, Curitiba/PR.

Toda Comunicação
Fonte Toda Comunicação 22/04/2013 ás 18h

Compartilhe

Quando a expectativa é realista, os resultados são melhores