PSDB promete levar para o plenário debate sobre denúncias contra Sarney

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
O PSDB, ao prever que os aliados do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), farão maioria no Conselho de Ética e votarão pelo arquivamento dos pedidos de abertura de processo de investigação contra o peemedebista, defende a ideia de levar o debate para o plenário da Casa e também para as ruas. O partido apresentou três das cinco representações contra Sarney no colegiado.

O presidente tucano, Sérgio Guerra (PE), criticou hoje (5) os senadores pró-Sarney, dizendo que, para eles, o que vai valer na reunião do Conselho de Ética será a aritmética e a superioridade numérica de dez membros da base de Sarney contra cinco. “Quero lembrar que já foi assim no passado e tantas vezes essa realidade mudou. O que faz a realidade mudar são os fatos, a democracia”, disse Guerra, ao se referir à possibilidade de arquivamento dos processos contra Sarney.

“O Conselho de Ética não pode ser dos partidos e das tendências, tem que ser da ética. Se o Senado não tem um conselho para defender e preservar a sua ética não tem conselho nenhum. O conselho da aritmética é uma fraude. O verdadeiro conselho deveria ser formado por aqueles que sentam ali para apurar os fatos, sem pré-julgamento e tropas de choque”, argumentou o tucano.

Guerra evitou falar em derrota, no caso de arquivamento, anunciada para a reunião desta tarde no Conselho de Ética, mas demonstrou pessimismo na possibilidade de abertura de investigação contra Sarney. “Tenho que acreditar nas instituições. Espero que não, mas os sinais são, seguramente, de que vai valer o que pensa a maioria imediata.”
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

PSDB promete levar para o plenário debate sobre denúncias contra Sarney