Protestos marcam o Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras

Fonte Agência Brasil 23/05/2012 às 21h
Protestos de servidores da Receita Federal, policiais federais e policiais rodoviários federais marcaram hoje (23) o Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras do Brasil, convocado para denunciar as precárias condições de trabalho nessas regiões do país. Os protestos previam a realização de operação-padrão em 11 estados da Federação.

A maior operação-padrão iniciou-se às 10h na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, articulada por representantes do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF).

Os trabalhadores também reivindicam a implementação da gratificação de fronteira para os que atuam nessas localidades.O diretor de Assuntos Aduaneiros do Sindireceita, Moisés Hoyos, falou ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, sobre os motivos dos protestos nas fronteiras do país.

“A fronteira é a entrada para todo tipo de produto que prejudica a nossa sociedade, então a nossa operação é para justamente chamar a atenção [da sociedade], porque às vezes as nossas fronteiras são esquecidas, até com relação à estrutura e a quantidade de servidores que atuam nela”, disse o diretor.

Ainda de acordo com o diretor Moisés Hoyos, a operação contará com “100% de verificação física” dos veículos que transitam pela ponte. Um material informativo com explicações sobre o movimento foi impresso para ser distribuído durante as abordagens.

“Nós precisaríamos do dobro de servidores do que temos aqui para ter uma fiscalização normal. A mesma coisa acontece com os agentes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Quanto mais ao Norte, menos gente e menos estrutura”, ressaltou o diretor.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 23/05/2012 ás 21h

Compartilhe

Protestos marcam o Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras