Propriedade intelectual nos países do Bric é fortalecida com parceria entre Brasil e China

Fonte Agência CT&I de Notícias* 26/02/2013 às 21h

 

O acordo de cooperação assinado entre o Brasil e a China, na semana passada, na área de propriedade industrial poderá traçar um esboço de interesses comuns entre os países do bloco econômico Brics, formado também pela Rússia, Índia e África do Sul.

Dirigentes do INPI e do escritório de patentes da China, o State Intellectual Property Office (Sipo), debateram a ampliação do acordo de cooperação tecnológica entre os países e novas formas de incentivar e descentralizar o uso da propriedade intelectual em Estados e municípios.

O INPI e o Sipo firmaram a primeira cooperação em 2012. De lá para cá houveram encontros e a assinatura de um acordo voltado principalmente para o treinamento de examinadores de patentes.

Os escritórios estudam a possibilidade de começar um projeto-piloto de exame compartilhado de patentes. No campo acadêmico, os dirigentes demonstraram interesse em estabelecer uma interação entre universidades e o programa de mestrado e doutorado do INPI.

*(Com informações do INPI)

Agência CT&I de Notícias*
Fonte Agência CT&I de Notícias* 26/02/2013 ás 21h

Compartilhe

Propriedade intelectual nos países do Bric é fortalecida com parceria entre Brasil e China