Projetos culturais envolvendo pacientes psiquiátricos são premiados com R$ 650 mil

Fonte Agência Brasil. 25/11/2009 às 16h

Cinquenta e cinco projetos artístico-culturais envolvendo pacientes com transtornos mentais foram premiados hoje (25) pelo Ministério da Cultura e pela Caixa Econômica Federal. O prêmio “Loucos pela Diversidade” distribuiu, no total, R$ 650 mil para iniciativas de teatro, música e artes plásticas, entre outras manifestações artísticas de vários estados.

Segundo o secretário de Identidades e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, Américo Córdula, a ideia do prêmio surgiu em 2007, depois de uma oficina de criação de políticas públicas de cultura para pacientes que sofrem de transtornos mentais, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“Esse segmento da sociedade precisa ser reconhecido. E, dessa maneira, também podemos lutar contra os manicômios, os processos tradicionais de internação e fazer a inclusão desses cidadãos dentro do nosso universo cultural”, disse Córdula.

Um dos ganhadores do prêmio foi o bloco carnavalesco “Tá pirando, pirado, pirou”. Segundo a coordenadora do bloco, Neli de Almeida, o “Tá pirando” desfila há seis anos na zona sul do Rio, no último domingo antes do carnaval, reunindo 800 pessoas, entre pacientes de unidades psiquiátricas, funcionários dessas unidades, parentes dos pacientes e pesquisadores.

“Essa iniciativa do ‘Loucos pela Diversidade’ é fundamental porque reconhece as experiências da cultura, ligadas à saúde mental. E, ao reconhecer, permite que esses projetos ganhem maior sustentabilidade e tenham uma maior permanência e regularidade”, disse.

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 25/11/2009 ás 16h

Compartilhe

Projetos culturais envolvendo pacientes psiquiátricos são premiados com R$ 650 mil