Projeto valoriza paisagem de parque histórico no Sul

Fonte Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional 12/08/2014 às 10h
Será lançado na próxima segunda-feira (18), em São Miguel das Missões (RS), o projeto de cooperação internacional sobre Valorização da Paisagem Cultural do Parque Histórico Nacional das Missões Jesuíticas dos Guaranis. O projeto repassará ao Parque Histórico Nacional das Missões (RS) investimentos de R$ 3,7 milhões.

Além de técnicos do Instituto, também participam do evento a presidente do Iphan, Jurema Machado, e representantes do Ministério da Cultura, Ministério das Relações Exteriores, da Agência Brasileira de Cooperação, do governo estadual, de Organizações não governamentais, da Unesco e do Instituto Andaluz de Patrimônio Histórico.

O projeto, que conta com o apoio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), prevê cooperação técnica entre o governo brasileiro e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) no Brasil. Os recursos do investimento são destinados a novas pesquisas, estudos, análises e o desenvolvimento de instrumentos que visam a valorizar a paisagem missioneira, bem como a instalação efetiva do Parque Histórico Nacional das Missões.

Nos dias 19 e 20 de agosto, ocorrerão reuniões das instâncias de governança para o estabelecimento de uma programação de execução ainda para este ano e a realização de visitas aos sítios missioneiros. Em 21 e 22 de agosto, será realizada capacitação específica com a Unesco para a equipe que vai ficar responsável pela execução administrativa do projeto.

No lançamento, serão instaladas as instâncias de governança no âmbito da Coordenação Nacional do Projeto. Passarão a funcionar um comitê gestor, uma comissão executiva e um grupo assessor para o desenvolvimento dos trabalhos. O objetivo é destacar o valor do parque como Patrimônio Nacional e da Humanidade promovendo a diversidade sociocultural e ambiental.

As Missões Jesuíticas

O território das Missões Jesuíticas dos Guaranis no Brasil se caracteriza por possuir uma paisagem cultural de altos valores patrimoniais e ambientais, abrangendo 26 municípios do noroeste do Rio Grande do Sul. As transformações ocorridas nesses sítios missioneiros ao longo de mais de dois séculos apresentam, nos dias atuais, situações distintas que podem ser caracterizadas desde aquelas onde se encontram estruturas expressivas, vestígios arqueológicos dispersos, até sítios sobre os quais se desenvolveram novas cidades.

Para a sua instalação, o Parque deverá tomar como base os sítios arqueológicos missioneiros de São Miguel Arcanjo, localizado em São Miguel das Missões; de São Lourenço Mártir, no município de São Luiz Gonzaga; de São Nicolau; e o sítio de São João Batista, situado em Entre-Ijuís.

O Parque Histórico Nacional das Missões foi criado em 7 de maio de 2009 por meio do decreto nº 6.843. O projeto é um desdobramento das iniciativas realizadas, desde 2004, em cooperação com o Instituto Andaluz de Patrimônio Histórico, quando se buscou desenvolver estudos para um guia da paisagem das Missões.



Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
Fonte Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional 12/08/2014 ás 10h

Compartilhe

Projeto valoriza paisagem de parque histórico no Sul