Projeto incentiva patrocínio cultural no Nordeste

Fonte Quarta Via Comunicação 29/04/2013 às 18h

 

As produções artísticas do Nordeste se beneficiam com apenas 6% do total de valores disponibilizados pela iniciativa privada por meio da Lei Rouanet, de acordo com dados do Ministério da Cultura. O montante é desproporcional à riqueza cultural da região. Para estimular mais empresas a apoiar iniciativas culturais, com a utilização da Rouanet e outras leis de incentivo fiscal, foi criado o Circuito de Pitching Cultural – Etapa Nordeste, que conta com patrocínio e participação do Sebrae.

Pitching  é um termo em inglês que se refere ao momento da venda de um produto a um patrocinador. O objetivo do evento é fortalecer a cadeia local ligada à cultura por meio de uma série atividades, promovendo uma imersão, na qual produtores e artistas que tenham projetos aprovados em leis de incentivo poderão se inscrever.

O circuito acontece entre julho de 2013 e fevereiro de 2014, começando pela Bahia e percorrendo todas as capitais nordestinas. Para os artistas e produtores baianos as inscrições serão abertas a partir de 15 de maio, sendo realizadas pelo site pitchingcultural.com.br.

A programação inclui oficina de captação de recursos, ministrada por profissionais do Cemec, capitaneado pelo pesquisador cultural Leonardo Brant; consultoria individual voltada para o pitching; e seminários destinados a empresas, abordando Arranjos Produtivos Locais (sob responsabilidade de especialistas do Sebrae) e a cultura como negócio, além de dicas para desburocratizar o processo. O evento mostrará às empresas como tirar proveito das vantagens da Lei Rouanet e leis de incentivo estaduais e municipais, por meio das quais o patrocinador transforma o investimento em cultura em desconto nos impostos.

“O Sebrae vai ajudar esses empreendedores da Economia Criativa a se capacitarem e se informarem sobre a captação de recursos. Nosso papel é o da orientação”, afirma Débora Mazzei, analista de Serviços do Sebrae. De acordo com a gestora do Circuito de Pitching Cultural, Carine Araújo, diretora da Tabuleiro Produções, a ideia é sanar as dificuldades encontradas por artistas, produtores e secretarias de cultura quanto ao contato com empresas que possam patrocinar projetos por meio da renúncia fiscal. 

Todos os participantes do projeto entrarão no Catálogo de Arranjos Produtivos Locais e será concedido aos empreendedores o selo Empresa Amiga da Cultura.

O Circuito de Pitching Cultural – Etapa Nordeste conta com o apoio institucional do Ministério da Cultura, da Associação Brasileira de Captadores de Recursos,

 

 

do Instituto Ethos e realização da Tabuleiro Produções, em parceria com as Secretarias de Cultura dos estados participantes.

 

Confira o vídeo de apresentação do projeto: http://vimeo.com/64663783

 

 

 

 

Quarta Via Comunicação
Fonte Quarta Via Comunicação 29/04/2013 ás 18h

Compartilhe

Projeto incentiva patrocínio cultural no Nordeste