Projeto exige contratação de seguro de vida para motoboys

Fonte Agência Senado 24/03/2013 às 11h

Empresas que se utilizam dos serviços de transporte prestados por motoboys poderão ser obrigadas a contratar seguro de vida e de invalidez permanente para esses profissionais. É o que propõe o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 83/2012, de autoria do então deputado Celso Russomano, que a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) agendou para apreciação em reunião na próxima terça-feira (26), às 10h.

De acordo com a proposta, aprovada pela Câmara dos Deputados no ano passado, o seguro a ser contratado será de, no mínimo 30 vezes o salário-base da categoria ou aquele registrado em carteira, prevalecendo o maior destes dois. Poderão se beneficiar do seguro o próprio beneficiário, a esposa, os filhos e os irmãos.

Em voto favorável à matéria, o senador Gim Argello (PTB-DF) compartilha a preocupação do autor sobre os perigos a que os motoboys estão submetidos. Ele assinala que as estatísticas mostram o crescimento no número de acidentes envolvendo essa categoria ao longo dos últimos anos, o que expõe suas famílias de forma particularmente mais aguda aos problemas decorrentes de acidentes que acarretem falecimento ou invalidez permanente.

"Nesse sentido, acreditamos que o seguro de vida obrigatório, conforme proposto no projeto analisado, vai se constituir em uma forma de alívio às dores que se sucedem às tragédias, e, portanto, tem alcance social bastante significativo, o que entendemos ser merecedor do acolhimento desta comissão", argumenta Gim Argello.

 

Agência Senado
Fonte Agência Senado 24/03/2013 ás 11h

Compartilhe

Projeto exige contratação de seguro de vida para motoboys